Youngo: a voz dos jovens na COP

Por Iva Muharremi, da Agência Jovem de Notícias

Como os jovens podem contribuir com a COP19? A Youngo (formada por ONGs da juventude), movimento juvenil internacional sobre mudanças climáticas, responde a esta pergunta. Trata-se de uma constituency (reconhecida em 2009 no âmbito da UNFCCC, a Convenção Quadro das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas) que reúne movimentos e ONGs de jovens de todo o mundo. Seu principal objetivo é incentivar a participação dos jovens que trabalham no processo de redução de emissões de gases por desmatamento e degradação florestal; com a questão de adaptação e mitigação no âmbito das mudanças climáticas; com o princípio de equidade intergeracional; com a crise financeira e o progresso tecnológico.

A Youngo não tem uma estrutura hierárquica ou um líder; apenas dois pontos focais que coordenam as atividades: um deles representa o hemisfério sul e o outro, o norte. O fato de ser uma constituency permite que a Youngo tenha um espaço para realizar sua “reunião diária”, para planejar intervenções durante as plenárias da COP.

Todos os dias, das oito às nove da manhã aqui na COP19, a Youngo se reúne na sala Torun, espaço oficial concedido pela Organização das Nações Unidas, para realizar seu Spokes Council (“Conselho Falado”). Nele, os jovens trocam pontos de vista e informações sobre o que aconteceu no dia anterior, planejam os próximos dias, assim como atividades de mobilização, como flashmob.

Durante o Spokes Council, os participantes sentam-se em círculo e cada grupo escolhe um porta-voz para expressar suas idéias. No início, eles geralmente sugerem eventos paralelos ou reuniões oficiais abertas à participação. Depois, fazem propostas e cada grupo decide se deve ou não endossá-las. A comunicação dentro da plenária é favorecida por uma linguagem de sinais, que serve para aprovar (com os polegares da mão para cima) ou rejeitar (mão os polegares para baixo) as várias propostas feitas, além de outros.

Os jovens propõem diversas iniciativas na tentativa de aumentar a conscientização sobre as mudanças climáticas. Diariamente organizam protestos dentro e fora do Estádio Narodowy, onde ocorre a COP19. Por exemplo, no sábado, 16 de novembro, participaram da marcha pela “Justiça Climática Agora”. A concentração teve início às 12h, no centro de Varsóvia e seguiu para o Estádio Narodowy. Alguns dançaram e cantaram ao ritmo de música latino-americana, outros mostraram cartazes e banners dizendo: “precisamos construir um futuro melhor “, “Hora da Justiça Climática”, “Justiça Climática Agora”. Gritos da juventude que se tornam sempre mais intensos nesses últimos dias de COP.

 

YOUNGO: la voce dei giovani alla COP

Iva Muharremi dall’Agenzia di Stampa Giovanile

Come contribuiscono i giovani alla COP19? Youngo (Youth NGOs) movimento internazionale della gioventù sui cambiamenti climatici, risponde a questa domanda. Si tratta di una costituency(riconosciuta nel 2009 all’interno del UNFCCC, ovvero la Convenzione quadro delle Nazioni Unite sui cambiamenti climatici) che raggruppa tutti i movimenti e le ONG giovanili presenti alla COP. Il suo obiettivo principale è quello di favorire il coinvolgimento della gioventù lavorando sui processi di riduzione delle emissioni derivanti da deforestazione e degradazione delle foreste (REDD+), sui temi dell’adattamento e della mitigazione dei cambiamenti climatici, sul principio dell’equità intergenerazionale, sulla crisi finanziaria e sul progresso tecnologico.

YOUNGO non ha una struttura gerarchica, non ha leader al suo interno ma solo 2 focal point che ne coordinano le attività: uno rappresenta il sud del mondo e l’altro il nord.

Il fatto di essere una costituency consente a YOUNGO di avere uno spazio ove svolgere il “daily meeting”, di fare interventi durante le assemblee plenarie della COP.

Ogni giorno la delegazione internazionale della gioventù si riunisce nella Room Torun, spazio ufficiale concesso dalle Nazioni Unite, dove ha luogo lo “Spoke Council” dalle 8.00 alle 9.00. E’ qui che i ragazzi si scambiano opinioni e informazioni su quanto accaduto il giorno prima, programmano le giornate successive e promuovono delle “azioni”, ovvero delle forme di protesta, come ad esempio flash mob.

Durante lo “Spoke Council” i ragazzi si mettono in cerchio ed ogni gruppo sceglie un portavoce per esprimere le loro idee. In un primo momento vengono proposte le varie iniziative a cui partecipare nell’arco della giornata. La seconda fase è quella decisionale in cui ogni gruppo decide se avvallare o meno una proposta. La comunicazione all’interno della plenaria è favorita da un linguaggio dei segni che viene utilizzato per approvare (mano con pollice in su) o bocciare (mano con pollice in giù)le varie proposte.

Le iniziative che i ragazzi di YOUNGO portano avanti per sensibilizzare le persone sui cambiamenti climatici sono varie. Tutti i giorni organizzano varie forme di protesta all’interno dello Stadio Narodowy, dove si svolge la COP19, ma anche all’esterno di esso. Ad esempio sabato 16 novembre hanno partecipato alla marcia per “il clima e la giustizia sociale”. Si sono riuniti alle 12.00 nel centro di Varsavia per poi dirigersi verso lo stadio Narodowy, sede della Conferenza. Alcuni hanno ballato e cantato al ritmo di musica latino americana, altri hanno mostrato striscioni con la scritta “we need to build a better future”,”time for climate justice”,”climate justice now”. È ora che i governi ascoltino le grida dei giovani.

 

 

 

 

 

 

 

 

Evelyn Araripe
Evelyn Araripe é jornalista e educadora ambiental. Foi educomunicadora na Viração Educomunicação entre 2011 e 2014. Atualmente vive na Alemanha, onde é bolsista do programa German Chancellor Fellowship for tomorrow’s leaders e administra o blog Ela é Quente, que conta as histórias de vida de mulheres que estão ajudando a combater os efeitos das Mudanças Climáticas ao redor do mundo.

Ver +

1 Comment

  • Hello guys, my name is Penny Allison!

    I`m an academic writer and I`m going to change your lifes onсe and for all
    Writing has been my passion for a long time and now I can`t imagine my life without it.
    Most of my books were sold throughout Canada, USA, Old England and even India. Also I`m working with services that help people to save their time.
    People ask me “Hey, Penny Allison, I need your professional help” and I always accept the request, `cause I know, that only I can solve all their problems!

    Professional Academic Writer – Penny – //www.clarkesvillewritingsociety.org/]Clarkesvillewritingsociety Company

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *