Um futuro sustentável

Carta de intenção para construir um mundo harmônico para todas, todos e todes.

Por Amanda da Cruz Costa

O planeta Terra vive!

Os pássaros cantam, o vento sopra o ar puro da natureza e a humanidade habita em harmonia com todos os seres vivos.

O sistema patriarcal capitalista ficou no passado, não existe mais exploração e nem subalternidade! Conseguimos desenvolver um modelo fundamentado na equidade racial, na justiça social e no engajamento político onde todes têm espaços de engajamento, mobilização e participação.

Começou como uma utopia, um sonho distante criado na nossa imaginação.

Contudo, aconteceu.

Fizemos uma virada estratégica que nos permitiu parar de SOBREVIVER e começar a VIVER!

Temos uma vida linda, prazerosa e abundante! Nessa vida, todas, todos e todes são benquistos, trabalham com propósito e investem tempo de qualidade com as pessoas que amam.

Essa mudança também foi interna, na qual a alimentação foi parte essencial do processo. Aprendemos sobre a importância das refeições orgânicas e substituímos as monoculturas e latifúndios por agroflorestas cuidadas pelos pequenos agricultores! Colocamos pontos de distribuição de alimentos gratuitos em nossas cidades, construímos um verdadeiro banquete sustentável!

Além de dividir comida, aprendemos a dividir o amor: compartilhamos nossos medos, externalizamos nossas alegrias e buscamos sempre a igualdade, fraternidade e liberdade.

Nesse mundo, não existe lugar para opressões, as disputas de poder ficaram no passado! Todos entenderam seu lugar na transformação social e estão comprometidos pelo bem viver comum.

A mudança começou no nosso coração e transbordou para toda a sociedade!

Aprendemos a fomentar o ciclo reverso, praticamos o consumo sustentável e desenvolvemos um sistema de energia limpa e renovável para cada lar do nosso planeta.

Ademais, conseguimos fornecer acesso a serviços de saúde gratuitos e de qualidade para toda a população, estimulamos atividades fundamentadas na medicina preventiva e cultivamos bons hábitos, praticamos exercícios físicos com constância e nos alimentamos de forma saudável.

É lindo ver o quanto evoluímos!

As mulheres, as pessoas negras e as diversas juventudes tiveram um papel essencial nessa transformação. Eles trouxeram as necessidades e demandas que ajudaram os grandes tomadores de decisão a legislar pelo desenvolvimento das diversas nações do globo.

Durante essa transição, entendemos como dialogar com o diferente e decidimos buscar interesses comuns, transformando objetivos individuais em objetivos coletivos que visavam o progresso de todes!

Nossa educação transcendeu, abandonamos a hierarquia e a passividade e encontramos a horizontalidade, criatividade e autodireção. As escolas adotaram um ensino com fontes diversas, utilizando métodos e dados dos cinco continentes: América Latina, América do Norte, Ásia, África e Europa!

Com educação de qualidade, conseguimos superar os desafios que marcaram nosso passado: crise climática, sanitária, democrática, econômica, social e ambiental.

Revertemos o cenário e transitamos para um planeta sustentável!

Todos passaram a se enxergar como parte da solução, pensam criticamente e escolhem agir: cada ser humano entendeu a sua responsabilidade dentro da estrutura social do nosso mundo!

Antes era algo revolucionário, mas agora faz parte da nossa realidade.

Desenvolvemos um planeta inclusivo, colaborativo e sustentável!

>>>

Agosto é o mês da juventude e eu, Amanda Costa, decidi utilizar a minha jovialidade para sonhar. A Carta Um futuro sustentável é o meu compromisso para participar da construção de um mundo harmônico para todas, todos e todes!

Ver +

1 Comentário

  • Show.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *