GT sobre Segurança indica vulnerabilidade da Juventude

Durante o GT do Eixo 4, sobre Direito à Diversidade e Vida Segura, foi dito que os jovens representam o grupo social mais vulnerável, tanto nas dificuldades de acesso ao emprego e à cidadania, e também por estarem sujeitos à violência. Os jovens têm uma presença significativa nas estatísticas de mortalidade, que apontam para uma maior proximidade com organizações criminosas, bebidas alcoólicas e drogas, além de significativa participação em acidentes de trânsito.

Nesse sentido, disseram os delegados, é de extrema importância que as políticas de segurança pública considerem projetos e ações voltadas para a inclusão dos jovens, onde estas políticas sejam integradas e expandidas, assim dando aos jovens a esperança de um futuro melhor.

Por: Willian Braga (ES)