Mudança na educação é necessidade apontada durante diálogo

Carla Renieri, Julia Dávila e Bruno Ferreira

Na tarde do primeiro dia, os debates estiveram voltados para a Educação. Mafoane Odara, da Geração Muda Mundo, foi uma das participantes do diálogo sobre Educação. Ela destaca a importância do educador na transformação social, além de procurar saber do jovem qual o seu sonho. Mas isso não basta. É preciso trabalhar para realizá-lo.

Vania Medeiros, da CRR Paraíba, falou sobre a necessidade da transdisciplinaridade nas escolas para o conhecimento e o enfrentamento de diversas questões. Ela, que é química, entende que a escola deve fornecer  uma base sólida para crianças e jovens e para que isso aconteça, ela destaca a importância de Paulo Freire, que acreditava numa educação inovadora. Para ela, há uma crise nas escolas atualmente e por isso reforça a necessidade da prática da educação, que contemple educadores e educandos.

Javier Mejia, do Centro de Formação RECOISS, fala sobre a diferença entre ricos e pobres e da necessidade de levá-la em conta para definir estratégias de mudança social. Dr. Roberto Canay completa que isso inclui identificar nas mãos de quem está a informação e de que forma as comunidades utilizam esse conhecimento para intervir localmente. Para ele, a informação é muito importante para formar agentes comunitários e para a definição de estratégias adequadas a comunidade.

Para os participantes do diálogo, a escola deve ter o papel de promover espaços para experimentar novos saberes e, além disso, ser capaz de atrair o jovem fixá-lo para manter o afeto pela comunidade.

Ao final do debate, os presentes deixam duas questões para reflexão: qual seu sonho? O que me motiva a buscar e contribuir com essa transformação?