Democratização da comunicação é discutida na abertura da Semana de Comunicação na UFMA

Por Stephany Pinho, da Agência Jovem de Notícias

SÃO LUÍS (MA) – Aconteceu na noite desta terça-feira, 21, a abertura da XIII da Semana de Comunicação da UFMA e a 3ª Jornada de Pesquisa e Extensão em Comunicação da Universidade Federal do Maranhão, com o tema “Do Analógico ao Digital” e que contará com a apresentação de palestras, oficinas e exposições. Na mesa de abertura estiveram presentes  Adalberto Melo, representante da TV Assembleia, o deputado Bira do Pindaré, Melissa Rabelo e o professor Ed Wilson Araújo, do departamento de Comunicação da UFMA,  e  Benetti Nascimento ( representante da EBC).

O deputado Bira do Pindaré discursou sobre a necessidade de democratizar os meios de comunicação, comentou as fragilidades do acesso popular aos grandes veículos de comunicação no Maranhão e o fato de o Estado ser o último, em porcentagem,  em acesso à internet pela população.  Logo em seguida, o professor Ed Wilson Araújo continuo explanando a respeito da democratização, apresentando dados da Secretária de Comunicação Social do governo federal e falando sobre a necessidade de haver uma  equidade de distribuição de verba para publicidade entre todas as emissoras públicas. Para finalizar sua fala, apresentou a campanha “Para Expressar a Liberdade”, lançada em São Paulo no dia 1º de maio, que busca colher 1,3 milhão assinaturas para que o projeto de Lei da Mídia Democrática, resultado de iniciativa popular,  comece a tramitar no Congresso Nacional.

O mais interessante é notarmos que, apresar de democratização da comunicação não ser o tema principal do evento, a problemática da democratização “roubou a cena”  e foi amplamente discutida, inquietando os presentes ao lembrar que comunicação é um direito humano fundamental, assim como o direito à alimentação, saúde, educação e segurança  como comentou o professor Ed Wilson, que está sendo violado a medida que se encontra monopolizado, concentrado nas mãos de uma minoria, não sendo tratado como o que essencialmente é: uma concessão pública.

Saiba mais sobre a campanha no site: www.paraexpressaraliberdade.org.br