Será que a senzala ainda não acabou?

Estamos no século vinte e um e continuamos a falar de racismo. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os negros não falam de racismo porque gostam desse tema. Falamos de racismo, porque infelizmente ainda é preciso. Por Victoria Souza – De acordo com alguns de nossos governantes, a senzala já acabou e o Brasil […]Ler mais

Sofrimento: uma leitura da desigualdade

Ser preto, homossexual, gorda ou mulher, não é a causa de um sofrimento. Quando escuto nos meus atendimentos ou até mesmo em espaços públicos pessoas dizendo que sofrem por suas condições, me dá um interesse gigante de transformar essas falas em perguntas: Por que ser gordo ou gorda te faz sofrer? Homossexual? Preto ou preta?  […]Ler mais

Racismo: o engajamento no todo e o engajamento no nada

Se o racismo não é aquilo distante, mas esses pequenos atos que perpetuamos em nosso cotidiano, precisaremos romper com essa radicalidade que é visada nos engajamentos coletivos e começar a sustentar práticas e ações que promovam a aproximação entre as lutas antirracista e os sujeitos, como diz o Emicida: “hei, olhe ao seu redor, camarada”. […]Ler mais

[Resenha] Time: The Kalief Browder Story

Por Jefferson Rozeno Lançada em março do ano passado, a série documental “Time: The Kalief Browder Story” tem chamado a atenção nas últimas semanas na imprensa internacional. O caso retratado na obra já é um velho conhecido do público americano e sempre volta à tona quando outros casos acontecem. Produzida pelo rapper e empresário Jay-Z […]Ler mais

[RESENHA] Corra! As utilizações do negro foram atualizadas

|Imagem: divulgação filme Corra!  E tudo começou quando um de meus ancestrais vivia tranquilamente em algum país do centro-sul do continente africano. A primeira utilização do corpo negro foi ali, nos prenderam através da força. Utilizaram esse mito que nos permeia, de sermos fortes e mais resistentes. Algo como alguma dotação ou benção divina, alguns […]Ler mais

[OPINIÃO] Por que não libertam Rafael Braga?

Eram 15 horas. O sol estava quente. Havia perdido meu ônibus e me locomovia para pegar outro na entrada do meu bairro. Esperei, e nenhum “Campo Grande” passou. De repente, vitória, vem o bendito, nem percebi o número de placa, só sei que é Campo Grande. Caio pra dentro. O veículo tá lotado, muito quente […]Ler mais

Meninas Black Power: a mudança começa na cabeça

Empoderamento, ousadia e digitalização. Esses são os superpoderes das Meninas Black Power, um coletivo de mulheres negras que procura fortalecer a estética negra e desconstruir preconceitos a partir dos cabelos crespos e cacheados. Por meio das redes sociais e de ações no estado do Rio de Janeiro, o coletivo desenvolve atividades a fim de proporcionar […]Ler mais

#MeuProfessorRacista conta histórias que não vão parar nas estantes

No início do mês, a hashtag #MeuProfessorRacista se popularizou nas redes sociais. A iniciativa partiu da página Ocupação Preta, que busca das visibilidade a casos de discriminação racial nas instituições de ensino. A campanha chegou a ficar em 9˚ lugar nos Trending Topics do Twitter. Durante uma aula da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas […]Ler mais

Ato mobiliza comunidade contra extermínio de jovens negros em Belém

| Por Ariane Barbosa, Diego Teófilo e Marineia Ferreira, articuladores da Agência de Notícias Jovens Comunicadores da Amazônia | Fotos: Juliana Aleixo O dia primeiro de abril é considerado por muitas pessoas como o dia da mentira, mas para a comunidade do Barreiro, localizada na Região Metropolitana de Belém, a violência está longe de ser […]Ler mais

[RESENHA] Moonlight brasileiro: Sob a luz do mesmo luar

O filme Moonlight, de uma narrativa viva e fotografia sensível, recebeu o prêmio de melhor filme do Oscar 2017. O longa não só ganhou o tão aclamado prêmio da cinematografia, mas colocou em pauta um debate necessário: todos os dias, jovens negros são silenciados em seus afetos, vivências e particularidades, sob a luz do luar, […]Ler mais