Programa Conjunto de Segurança Alimentar e Nutricional de Mulheres e Crianças Indígenas do Brasil.

O Programa é uma das 130 iniciativas espalhadas pelo mundo, financiadas pelo Fundo para o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (MDG-F). O fundo, criado graças a uma contribuição do governo da Espanha, tem como objetivo abordar as desigualdades promovendo ações em âmbito local, contribuindo assim para uma inclusão mais precisa de comunidades isoladas e marginalizadas, cujas necessidades seguem elevadas.

Atualmente o Programa Conjunto contempla, direta e indiretamente, cerca de 53 mil indígenas dos municípios de Dourados (MS), e de Benjamin Constant, Tabatinga e São Paulo de Olivença, no Alto Solimões (AM). Por meio de ações de repercussão nacional, o PCSAN também contribui para a garantia dos direitos de mais de 800 mil pessoas que compõem a população indígena brasileira.

Segundo Fernando Moretti, Coordenador Nacional do PCSAN, o Boletim Informativo é uma importante ferramenta de comunicação para divulgar as ações e os avanços que o Programa Conjunto vêm obtendo na melhora da segurança alimentar e nutricional e no empoderamento dos povos indígenas das áreas abrangidas. “Além disso, o Programa chama a atenção do público em geral para os direitos humanos e a vida nestas comunidades”, explica Moretti.

Conheça o balanço das atividades do PCSAN, aqui.