Militantes sobre os direitos da criança são aguardados na 8ª conferência no RS

Representante do IDHESCA, Caty Grieblei, deixa mensagem de motivação aos jovens

Shayze da Rosa Souto, Chrystian Silveira, Giane Alves Barbosa e Veridiana Oliveira Sala, adolescentes educomunicadores, de Porto Alegre (RS)

Após as 18 horas de quarta-feira, 25, começou oficialmente a 8° Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, no espaço de eventos da PUC, em Porto Alegre (RS). O evento, que acontece de 25 a 27 de abril, pretende atrair vários representantes de conselhos regionais, entidades de proteção à criança e adolescente, simpatizantes e autoridades políticas.

 

Em entrevista com Caty Grieblei, representante do IDHESCA (Instituto de Direitos Humanos Econômico, Sociais, Culturais e Ambientais de Porto Alegre), ela conta um pouco do seu trabalho com adolescentes e crianças: “trabalho desde os 16 anos em prol da defesa dos direitos da criança e do adolescente e tenho grandes expectativas em relação a esse novo trabalho que está iniciando agora com a educomunicação. Gostaria muito que após o término desta conferência, vocês continuassem o trabalho que estão realizando, pois é com o passar do tempo que o jovem percebe que têm direitos e não só deveres”, afirma.

 

Antes de partindo para as atividades da conferência, Caty Grieblei encerrou sua conversa parabenizando os organizadores do evento e deixando uma mensagem de motivação para os jovens: “Sigam em frente com o trabalho e tenham responsabilidades”.

 

Para participar das discussões da 8° Conferência Estadual basta comparecer ao Salão de Atos da PUC, localizado na avenida Ipiranga, 6681, bairro Partenon.

Saiba mais:

O que é 9ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente?