Um pouco de cultura marginal, a arte de ser expressar

Texto e fotos por Jéssica Delcarro, jovem comunicadora, em Pinheiros (ES)

Sábado é dia de feira, descansar e curtir a folga na pacata cidade do interior capixaba, mas no final de semana do dia 6 de julho foi diferente, pois a galera da Escola Nossa Senhora de Lourdes, que faz parte do projeto Mais Educominucação em Pinheiros (ES), participou de uma oficina de graffitti na Praça Baiana, no centro da cidade.

Vinicius Gomes, criador do projeto Graffiticidade de São Mateus, foi o convidado a ministrar a oficina para os adolescentes e jovens do projeto. Ele abordou toda uma parte teórica que o graffiti possui, como sua historia, questão política e social e os elementos que a compõem. Depois os alunos foram convidados a colocar a mão na massa na parte prática da aula.

Seis painéis foram distribuídos por toda a praça e os alunos, divididos em grupos, fizeram passo a passo o processo de grafitar, desde a base que a placa recebe o desenho até o acabamento final como sobreamento, clareamento e toque final.

Os painéis foram produzidos de forma colaborativa, no qual um aluno pintava uma parte, outro pintava outra e no final todos realizavam o acabamento com o spray, sempre com a orientação e dicas do educador.

Durante a oficina, a população pinheiresse que passava pela praça parava e admirava o trabalho dos alunos, que se empoderaram de um meio de comunicação e expressão até então pouco explorado e conhecido no interior do Estado.

Os painéis produzidos ficarão em exposição por vinte dias no centro da cidade.