#SemTrabalhoInfantil: Diretora da OIT diz que há grande concentração de crianças em situação de trabalho nos campos e lavouras; ouça ♫

Por Fábio José, de 15 anos, e Jaqueline dos Santos, de 14 anos, adolescentes comunicadores em Brasília (DF)

Educomunicador: Rafael Silva

No primeiro dia da etapa nacional da 3ª Conferência Global sobre Trabalho Infantil, que acontece em Brasília nos dias 8 e 9 de agosto, houve uma mesa redonda na qual falou dos desafios da realidade sobre o trabalho infantil no contexto global.

O espaço contou com a participação de Leonardo Soares, do ministério do Trabalho e Emprego, Márcia Lopes, ex-ministra e consultora pública, Laís Abramo, diretora da Organização Internacional do Trabalho (OIT), e Paula Montagner, secretária-executiva da Conferência.

As participantes falaram sobre as políticas públicas do Brasil que ajudaram a diminuir o número de crianças e adolescentes trabalhando. Mas apesar da redução, ainda temos mais de 3 milhões de crianças e adolescentes exercendo alguma atividade, muitas delas no campo, como conta Laís Abramo, da OIT, na entrevista que você ouve abaixo.