Personagens negras do Brasil pós-abolição

Projeto desenvolvido por professores universitários e jovens pesquisadores lança coleção de livros digitais sobre personalidades negras do Brasil do pós-abolição com distribuição gratuita. Lançamento acontece em 03/02 – Fevereiro começa com dica de leitura na AJN: baixe e compartilhe os livros da coleção “Personagens do pós-abolição: trajetórias, e sentidos de liberdade no Brasil Republicano”. Desenvolvido […]Ler mais

2020, um ano histórico

O ano da Covid-19 vem chegando ao fim, e devemos pensar nos aprendizados que 2020 nos deixa para agir com consciência. Lucas Schrouth – Primeiro, é evidente que em virtude do que vivemos é nossa obrigação a prestação de toda nossa solidariedade às vítimas e famílias que enfrentaram esta triste realidade. 2020 representou e consagrou […]Ler mais

10 filmes incríveis para estudar história

Se você acha que o único método de estudar é fritando os neurônios com livros e apostilas, calma! Temos uma boa notícia pra você. Por Carol Rabbelo – É possível aprender muita coisa através de séries e filmes – mas você precisa manter seu foco e concentração, ok? Fazer anotações também vai te ajudar. Esse tipo de […]Ler mais

Diários do isolamento, dia 68

Após mais de dois meses fechada dentro de casa e 20 dias sem vontade de postar coisa alguma, volto para relatar os não acontecimentos da quarentena – Por Silvana Salles Demorei mais de 60 dias, mas finalmente consegui terminar o livro que peguei para ler no comecinho da quarentena. Não poderia ter escolhido um título […]Ler mais

Descoberta do Brasil que não conhecemos

Por: Wesley Matos da Agência Jovem de Notícias/ Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil No Brasil, injustiças e descasos já aconteceram e ainda acontecem diariamente quando o assunto é direcionado aos nossos nativos, os indígenas. Principalmente quando falamos sobre os políticos que não cumprem as leis que garantem os direitos culturais e de sobrevivência dos povos originários do […]Ler mais

[PERFIL] Seu Toninho, o primeiro vendedor de chá mate

|Por: Ethel Rudnitzki É hora de rush em Botafogo, na Zona Sul carioca. Quem passa apressado e de vidros fechados pelo trânsito do bairro mal repara nos antigos cortiços nas calçadas de pedras, da época da colônia, nem muito menos nas figuras que circulam por ali. Já aqueles que passam mais devagar, com fome, ou […]Ler mais

HQ Maus: Ratinhos e gatinhos nada fofos

Imagine uma história em quadrinhos cujos personagens são ratos, gatos, porcos e cachorros que pensam, falam e agem como humanos. Esse recurso foi utilizado desde os primórdios para compor narrativas normalmente associadas ao universo infantil como as fábulas e os contos de fadas e popularizadas mundo afora por personagens fofinhos como o camundongo Mickey, o […]Ler mais

De onde veio e para onde vai o feminismo argentino

A representatividade feminina na Argentina se mostra avançada logo de cara: foi o primeiro país latinoamericano a ter uma presidente mulher, em 1974, Isabel Martínez de Perón. Além disso, a cédula de dinheiro mais valiosa, de 100 pesos argentinos, estampa o rosto de uma figura feminina: Eva Perón. Para garantir essa representatividade, diversos grupos de […]Ler mais

Para além de um único dia, a cultura indígena nas

Diego Teófilo, colaborador da AJN do Pará | Fotos: AJN “Jês, Kariris, Karajás, Tukanos, Caraíbas, Makus, Nambikwaras, Tupis, Bororós, Guaranis, Kaiowa, Ñandeva, YemiKruia Yanomá, Waurá, Kamayurá, Iawalapiti, Suyá, Txikão, Txu-Karramãe, Xokren, Xikrin, Krahô, Ramkokamenkrá, Suyá” Composta por Jorge Bem Jor e Tim Maia, a música Curumim Chama Cunhantã Que Eu Vou Contar (Todo Dia Era Dia […]Ler mais