Delegados discutem em 10 Grupos de Trabalho os 5 Eixos da Conferência Estadual DCA

Texto de Veruska Fernandes e fotos de Gabrielly de Lima, da Cobertura Juvenil Educomunicativa

A organização dos grupos de trabalho é um dos momentos mais importantes da conferência, pois é a hora que os delegados vão decidir quais dentre as propostas discutidas nas etapas municipais serão eleitas como as prioridades para etapa nacional. Os grupos são divididos em cinco eixos, são eles: 1) Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes; 2) Proteção e Defesa dos Direitos; 3) Protagonismo e Participação de Crianças e Adolescentes; 4) Gestão da Política Nacional;  5) Controle Social Da Efetivação Dos Direitos.

Ítalo Nata de Oliveira, de 12 anos, participante do Eixo 1, afirma que considera “importante a proposta que insere mais psicólogos e assistentes sociais dentro das escolas para acompanhar os alunos que passam por conflitos dentro do ambiente escolar”. Já Marcio Costa, de 16 anos, no Eixo 5, explica que, em sua opinião, “a principal proposta é a de Garantia da Efetivação do Fundo Orçamentário”. Bruna Carolina da Silva, de 14 anos, participante do Eixo 3 ressalta a necessidade de “fortalecer o protagonismo para que os adolescentes  tenham vez e voz e possam exercer os seus direitos”.

É um exercício árduo discutir as dezenas de propostas vindas das etapas municipais, chegar a consensos, pensar a melhor redação para as propostas, de modo a contemplar os diversos pontos de vista, para chegar às prioridades que serão escolhidas na Plenária Final e irão para a 9ª Conferência Nacional dosDireitos da Criança e do Adolescente, que acontece em Brasília entre os dias 11e 14 de julho.

Saiba mais:

O que é 9ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente?