Palco da maior Parada LGBT do mundo, Avenida Paulista terá museu da diversidade

Larissa Gondin - AJN

Criado em 2012, o Museu da Diversidade Sexual, que ocupa o espaço expositivo da Estação República do Metrô, irá ganhar sede própria e com endereço na principal avenida da cidade de São Paulo, a Paulista, onde também é realizada anualmente a maior Parada LBGT do mundo.

O anúncio da futura instalação do museu foi feito na manhã deste domingo, 04, durante a coletiva de imprensa da 18ª Parada do Orgulho LGBT, pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB). O imóvel que receberá o museu está no número 1919 da Avenida Paulista e é do século 18, construído na época da primeira ocupação da região.

Tombado pelo Condephaat e com 600 metros quadrados, o local pretende ser um espaço de ampliação das ações culturais e relacionadas à preservação, estudo e difusão da memória da população LGBT paulista e brasileira. Ainda sem previsão de inauguração, o Governo aguarda a conclusão da ação de desapropriação do espaço e decisão judicial de emissão de posse para poder restaurar e implantar o museu. O espaço expositivo do Metrô República, que já recebeu mais de 35 mil visitantes, será mantido.

Rafael Silva | Imagem: Larissa Leão Gondin, em São Paulo (SP)