O mito da “fragilidade” feminina

O que é ser menina? O que é ser mulher? Já parto deste questionamento tão indagado, pois não há outro para partir, nem pretendo seguir rodeios para chegar até o ponto posto à reflexão. Por Ana Carolina Martins  – Falo na primeira pessoa, como alguém inserida neste texto ativamente, porque quero estar aqui com você, […]Ler mais

Meninas, vamos {re}programar o mundo!

O {reprograma} teens abriu inscrições para mais uma turma do curso gratuito de programação front-end, para meninas entre 14 e 17 anos. Até 04/10 – Você tem o sonho de aprender programação? Temos uma notícia boa para você! 🤗 O universo da tecnologia é um dos setores que mais cresce no mundo e um dos […]Ler mais

Julho das pretas: celebração da nossa realeza

O julho das pretas não é só sobre colocar cartazes com fotos bonitas de mulheres negras no hall de um shopping chique e falar de Tereza de Benguela nos materiais didáticos das escolas particulares. É também sobre exaltar as mulheres negras reais, e reacender a chama ancestral da nossa memória coletiva e afrocentrada, nossa memória […]Ler mais

As mulheres e a ciência, I

O começo de uma série de textos para conhecer e reconhecer o grande papel das mulheres no desenvolvimento da ciência, no Brasil e no mundo. Por Maria Clara Almeida – A ciência é palco de muitas descobertas, comumente atribuídas a nomes masculinos. As vidas intelectuais e científicas nunca foram consideradas adequadas às mulheres, muitas vezes, […]Ler mais

Pró-vida ou conservadorismo?

No Brasil, questões religiosas e estruturais impedem o avanço das discussões sobre a legalização do aborto. Números mostram que, no caso uruguaio, o direito de decidir sobre interromper ou não uma gravidez traz segurança para as mulheres e impacta positivamente as ações de planejamento familiar. Por Maria Eduarda Grolli – Segundo dados do Ministério de […]Ler mais

Pandemia: substantivo feminino

Lidar com a pandemia, enquanto mulher, significou uma sobrecarga mental e física, ter que ser a responsável por pensar e administrar tudo. Desde as refeições, passando pelos cuidados de higiene, até data de vencimento de contas, mercado, tudo. Uma sobrecarga surreal, um cansaço que nunca senti antes. Eu sou mãe de uma criança de 11 […]Ler mais

Construindo redes para valorizar a vida

A pandemia trouxe muitos desafios para mim, tanto a nível pessoal quanto em relação à missão que temos para com as famílias e crianças. Ela trouxe à tona todas as fragilidades já existentes na nossa sociedade egoísta, com políticas públicas injustas, onde os ricos se tornam mais ricos e os pobres se tornam mais pobres. […]Ler mais