Inclusão digital é priorizada nos GTs da Educação

Por: Reynaldo de Azevedo Gosmão (MG) e Edneusa Lopes (PE)

Momento de debate em um dos GTs de Educação

Nos Grupos de Trabalhos do tema Educação, voltados para as discussões dos Ensinos Fundamental e Médio, as propostas perpassaram pela inclusão digital nas zonas rurais do Brasil, em atenção as realidades de vários/as jovens que não têm acesso a internet. Ligados ao Eixo 1: “Direito ao desenvolvimento integral”, os GTs de Educação que ocorreram no sábado (10) também trataram de discussões sobre a análise das especificidades de cada região brasileira.

Entre as principais propostas citadas, os debates focaram na luta pela educação de qualidade para alunos e professores e também a participação de jovens e adolescentes nos mais diversos espaços de decisões da política pública de educação. Aliás, essa foi a proposta de maior convergência entre os participantes dos GTs da Educação, no Eixo 1.

O jovem Jordy Miranda da Silva, de 18 anos, do Mato Grosso do Sul, lembra a importância também de outros temas da Educação. “Além de internet de qualidade para zona rural brasileira, estamos na luta por direito ao passe livre para adolescentes e jovens e pela integração do ensino médio”, conta.