Viração promove festival em praça aberta para divulgar produções midiáticas de adolescentes de 12 comunidades de SP

Danilo_2_ed

Bruno Ferreira, da Redação | Imagem: Danilo Deodoro (AJN Jabaquara)

“Uma câmara na mão e uma ideia na cabeça”. A célebre frase do cineasta Glauber Rocha sintetiza a experiência que 10 adolescentes tiveram em oficinas no CEU Caminho do Mar, no bairro do Jabaquara, zona sul de São Paulo, em que fotografaram cenas e cenários da comunidade como atividade de um processo de formação, ministrado pela Viração Educomunicação em março e abril deste ano.

Já no Jardim Castro Alves, outra comunidade da capital, a palavra “câmera” pode ser substituída por “smarthphone”. Os 30 adolescentes do projeto Escola Livre, da ONG Comunidade Cidadã, desenvolveram dois aplicativos para celular durante o mês de junho, sendo que um deles é voltado para as necessidades de organização do calendário de aulas da escola onde estudam.

Esses dois processos de envolvimento de adolescentes com produção de mídias fazem parte do projeto Agência Jovem de Notícias: Sem Fronteiras Digitais, uma iniciativa da Viração com o apoio do Edital Redes e Ruas das Secretarias de Direitos Humanos, Cultura e Serviços da cidade de São Paulo, em que jovens de 12 comunidades receberam, durante seis semanas, formação em comunicação e direitos humanos, e se expressaram em diferentes linguagens midiáticas.

O desfecho desse processo reunirá, na próxima sexta-feira, 10 de julho, a partir das 14h, os 180 participantes das formações nas comunidades na Praça do Patriarca, Centro de São Paulo. Neste dia, serão exibidos ao público que passar pelo local os ensaios fotográficos, aplicativos para celulares, vídeos, programa de rádio, histórias em quadrinho, lambe-lambes e fanzines produzidos pelas 12 turmas.

“A ideia é que os jovens possam exibir suas produções e que elas também possam sensibilizar as pessoas que passam pelo centro de São Paulo, chamando a atenção delas, com suas produções, para questões relacionadas aos direitos humanos”, explica Elisangela Nunes, coordenadora do projeto Agência Jovem de Notícias: Sem Fronteiras Digitais.

A adolescente Maura Santos (imagem), de 15 anos, espera que o festival contagie quem passar pela Praça do Patriarca na tarde desta sexta-feira: “Eu espero que esse evento possa realmente expor o nosso aprendizado durante o curso que, de fato, foi maravilhoso. Que seja um convite às pessoas”.

A adolescente Monique Veríssimo, também de 15 anos, espera que os aplicativos que ajudou a fazer no Jardim Castro Alves, durante as formações, auxiliem os alunos de sua escola: “Espero que os alunos não precisem ficar sempre na multidão de outros alunos para ver a matéria ou a sala para onde devem ir, além de ficarem mais informados sobre os eventos da escola”, afirma.

Tá na Mão

O quê?         

Festival Agência Jovem de Notícias: Sem Fronteiras Digitais

Quando?

Sexta-feira, 10 de julho, das 14h às 17h.

Onde?
Praça do Patriarca, Centro, entre as estações Anhangabaú e Sé do Metrô.