Uma carta pelos direitos da criança e do adolescente

Documento elaborado pelo Instituto Alana é direcionado à candidatos e candidatas das eleições 2020 e traz apontamentos para a promoção e defesa dos direitos de pessoas de até 18 anos – O Instituto Alana, organização da sociedade civil de impacto socioambiental que promove o direito e o desenvolvimento integral da criança e ​fomenta​ novas formas […]Ler mais

#DireitosDasMeninas: consulta convida meninas a falar sobre seu cotidiano

Pesquisa implementada pelo Unicef está disponível para meninas de toda a América Latina, que respondem sobre como é ser menina em suas comunidades. Resultados serão divulgados em outubro e dezembro – Essa é a chamada regional para a campanha “Direitos das meninas: Nossas vozes para um futuro com igualdade”, implementada pelo Unicef para ouvir meninas […]Ler mais

As barreiras para “sair do armário” na favela

“A minha percepção sobre quem cresce dentro de uma favela sempre foi de muito receio sobre o que poderiam falar de mim ou como os episódios de violência poderiam se apresentar em meu cotidiano.” Por Lia Soares – Antes de iniciar qualquer tipo de debate nesta publicação, tenho como obrigação reforçar todo o meu agradecimento […]Ler mais

Vídeo: aprendendo sobre cultura de paz

Um vídeo-animação para aprender mais sobre nossos direitos fundamentais, sobre o impacto das nossas ações e sobre a cultura de paz Por Sylvio Ayala – Quantas pessoas resolvem seus problemas a socos e pontapés? Quantas nações declaram guerra a outras? Quantas pessoas são preconceituosas com colegas e vizinhos? Quantos povos vivem desenganados pelos desgovernos cruéis? […]Ler mais

A dança que conecta Brasil e Guiné

Por Flora Beatriz, Kauanne Santos e Wesley Matos, da Agência Jovem de Notícias em São Paulo Mexer o esqueleto é muito bom e faz com que a gente relaxe e pare de pensar nas obrigações do dia seguinte, não é verdade? Por isso nós, da Agência Jovem de Notícias (AJN), fomos atrás de uma aula […]Ler mais

Ato denuncia o genocídio de jovens negros no estado do

Por Marinéia Ferreira, Articuladora Jovem da Agência e membro da Rede de Mulheres Negras do Pará | Foto: Juliana Aleixo   O genocídio da juventude negra é fruto do racismo institucional presente na sociedade e vem crescendo de forma considerável nos últimos quatro anos na cidade de Belém e regiões metropolitanas de todo país. Em […]Ler mais

Corpo trans em movimento, resistência e existência

Ao longo da história, pessoas trans buscam se afirmar enquanto sujeitos a partir de suas narrativas e de seu lugar de fala. São homens e mulheres que se afirmam, resistem, existem frente ao intenso processo de tentativa de negação de sua presença na sociedade. Para Isabella Santorinne, secretária da Rede Paraense de Pessoas Trans, “militar […]Ler mais