Recorde de emissões em 2017: precisamos mudar nossa rota

Por Tommaso Orlandi Traduzido por Daniele Savietto  O Relatório de Gap de Emissões apresentado pela ONU Ambiental analisa estudos sobre as emissões atuais e futuras de gases de efeito estufa e compara-os com os níveis de emissão necessários para atender objetivos do Acordo de Paris. O chamado “gap de emissões” pode ser definido como a […]Ler mais

Mobilidade humana em tempos de mudança climática

Por Elisa Calliari Traduzido por Daniele Savietto Terça-feira, 11 de dezembro 2018, marcou o encerramento da Conferência Intergovernamental que resultou na aprovação do Pacto Global sobre Migração (GCM) . Ao final das obras em Marrakesh, 164 países produziram um tratado não vinculante promovido pela ONU em razão da crise dos refugiados sírios. Estabelece vinte e […]Ler mais

Política, direito, economia: uma combinação essencial para um planeta habitável

Tommaso Orlandi Daniele Savietto (Tradução) Um dos principais desafios da 24ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP24) é a implementação das regras estabelecidas no Acordo de Paris. Por causa das políticas atualmente adotadas por estados individuais, os limites estabelecidos pelo Acordo estão longe de serem respeitados. Portanto, o uso de ferramentas legais e […]Ler mais

O que esperar da implementação do Acordo de Paris?

Por: Luz Falivene, de Bonn/ Tradução: Fernando Favaro As negociações sobre mudanças climáticas começaram ontem em Bonn, na Alemanha, e vão até o dia 17. Em um dos primeiros eventos paralelos na zona de Bonn, – onde organizações da sociedade civil  e movimentos sociais podem realizar ações distintas alinhadas à agenda do evento – representantes […]Ler mais

Talanoa: das palavras às ações

Por: Elisa Calliari e Paulo Lima, de Bonn/ Tradução: Ethel Rudnitzki A Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2017, também conhecida como COP23, começou hoje em Bonn, uma pequena cidade no nordeste da Alemanha, famosa por ser a capital alemã na Guerra Fria e cidade natal de Beethoven. Pela primeira vez na história, a […]Ler mais

“Do ego ao eco”: como a comida muda nosso mundo

Por Davide Leonardi e Tommaso Schirru/ Tradução: Fernanda Favaro “Do ego ao eco”: esta é a chamada da oficina realizada por uma associação chamada Brighter Green. Esta organização, localizada em Nova York, trabalha com políticas e a equidade alimentar especialmente na Índia, no Brasil, na China e na Etiópia, e com a relação entre mudanças climáticas […]Ler mais

Como a China está ficando verde

Rizzoli Elisa e Schirru Tommaso/ Tradução: Fernanda Favaro O Dragão Vermelho queima cerca de 45% do carvão utilizado em todo o mundo e, desde 1990, suas emissões de dióxido de carbono aumentaram de 2 a 9 bilhões anualmente. Existem mais de 2.300 usinas de carvão na República Popular da China e elas representam a primeira […]Ler mais