Cozinhando para todos: uma iniciativa gostosa e sustentável

Pedro Neves, da Agência Jovem de Notícias

Uma galera gente boa está em Paris por livre espontânea vontade, uns cozinheiros de diversas partes do mundo que se uniram por apenas um motivo: mostrar que a comida orgânica pode ser apetitosa. Holandeses, liechtensteinenses, alemães, franceses, suíços, ingleses e diversas outras nacionalidades juntas trazendo comida boa para todo mundo, o melhor de tudo, é grátis.

Esses cozinheiros são ativistas de sete coletivos de cozinheiros diferentes que lutam contra a indústria alimentícia e apostam na agricultura familiar: “para nós, comida é uma escolha que não depende de mais ninguém, você escolhe o que come e onde compra sua comida”, explica Sacha Schlegel, liechtensteinense líder do movimento. Eles estão na França desde o dia 15 de novembro e distribuíram comida para todo o tipo de gente: “Por dia distribuímos em média mil refeições e já servimos desde moradores de rua até grandes empresários, nossa meta é cozinhar 10 mil refeições para o último fim de semana de COP21, um grande desafio, mas um objetivo que nos dá prazer de concretizar”, conta.

Apesar da indústria alimentícia ainda ser muito grande e forte em todo o mundo, ele acredita que estamos em um período de mudanças, em que novas coisas estão surgindo: “vemos hoje vários protestos e iniciativas de comida orgânica trabalhando com pequenos agricultores, não só no consumo, mas também na produção de comida sustentável”, conta. “Existem várias lojas de comidas orgânicas e torcemos que não parem de surgir”, completa.

Quando perguntado sobre onde quer chegar com o projeto e das barreiras enfrentadas, Sacha foi direto ao ponto: “Só nos resta ser otimistas e lutar por isso, temos grandes desafios pela frente e precisamos começar em algum lugar”.