Protestos em SP relembram duas décadas do Massacre do Carandiru

Quem não se lembra do episódio que chocou milhares de pessoas e famílias que perderam seus entes no dia 2 de outubro? Foi a maior chacina da história do sistema penitenciário brasileiro, fato nomeado como o “Massacre do Carandiru”.

Duas décadas depois, o episódio ainda segue impune, sendo que ninguém foi responsabilizado pelos 111 assassinatos cometidos no massacre. E, apesar de ter ocorrido em pleno regime ‘democrático’, o Estado de São Paulo, realizou e ainda realiza uma série de medidas para negar às vítimas e à sociedade o direito à justiça.

Anos depois, o cenário do massacre foi transformado, pelo governo do Estado no Parque da Juventude. Para os movimentos sociais em defesa dos Direitos Humanos, foi uma tentativa de apagar também a história.

De 92 para cá a população prisional cresceu mais de 400% no Brasil contra pouco mais de 27% de crescimento da população brasileira. Ainda hoje, os jovens, especialmente os pobres e negros, são a maior parte dessa estatística, isso quando conseguem driblar a morte (são cerca de 48.000 pessoas assassinadas no Brasil anualmente hoje).

Diante desse quadro desafiador, a REDE 2 DE OUTUBRO foi composta em 2011 por um conjunto de organizações, movimentos sociais e grupos culturais que partilham desta percepção de que a dinâmica social que produziu o Massacre do Carandiru ainda continua vigente e segue a fomentar massacres cotidianamente. Desde o ano passado a Rede tem promovido reuniões, seminários, debates e outras atividades com o objetivo de denunciar e debater as origens e o significado das terríveis condições de encarceramento, do caráter seletivo do sistema penal e prisional, do uso desmedido da violência pelo Estado com evidente corte racial e de classe, entre outras questões.

Agora na semana de memória dos 20 anos do Massacre do Carandiru, a Rede 2 de Outubro realizará vinte atividades reivindicando o direito à Memória, Justiça e Verdade, pelo fim dos massacres.

Confira a programação completa no site http://rede2deoutubro.blogspot.com.br/