Educomunicação na África: conheça as iniciativas da ABPE em Burkina Faso!

Em 2010, em Uagadugu, capital de Burkina Faso, na África, foi criada a Associação Burquinense para a Promoção da Educomunicação, a ABPE. Comunicadores, jornalistas e universitários do país se reuniram a partir da realização de uma oficina sobre educomunicação no contexto do mundo globalizado em que estiveram presentes Paulo Lima, diretor executivo da Viração, e Ismar Soares, coordenador do curso de licenciatura em educomunicação da ECA/USP, e a ideia de criar uma associação surgiu pela primeira vez.

Atualmente, a ABPE é uma associação de comunicação social, educação e mobilização de adolescentes, jovens e educadores e tem como objetivo promover e difundir os processos e as práticas da comunicação educativa e a mobilização de jovens em torno do direito humano à comunicação enquanto mecanismo de transformação social. Em especial no que tange o contexto do continente africano, a ABPE tem como meta contribuir para a transformação da sociedade africana e burquinense através de projetos concebidos e desenvolvidos com esse intuito.

Projetos 

Prestes a completar três anos em novembro, a associação já apresenta um balanço de sua recente atividade. Durante o 13º Salão Internacional do Artesanato de Uagadugu (SIAO, na sigla em francês), a ABPE realizou a cobertura midiática jovem do evento, com adolescentes e jovens da cidade. Na ocasião, foram produzidos e publicados boletins diários, os chamados “SIAO Kiabare”.

Os boletins eram feitos inteiramente por jovens comunicadores, visando permitir que a população jovem desfavorecida socialmente pudesse não apenas se expressar durante o Salão, mas também participar ativamente depois do evento das atividades de suas comunidades de origem. Para acessar os boletins, entre no blog da ABPE (o conteúdo está disponível apenas em francês).

O “Fórum Médiaverti” é outro projeto da APBE. O Fórum funciona reunindo grupos de estudantes de letras, artes, comunicação, ciências humanas e sociais, que trocam saberes sobre práticas jornalísticas e obras produzidas em torno do tema “mídia”. Os encontros contam sempre com a presença de algum autor da obra a ser debatida; paralelamente, são redigidas críticas dessas obras, que depois são publicadas no blog da associação.

As atividades contam também com a presença de um profissional de comunicação que apresenta seu local de trabalho – rádio, televisão, jornais impressos, trabalhos de freelancer, etc – e os pontos positivos e negativos de seu trabalho. É debatida a importância de cada meio de comunicação, sua influência na sociedade, seu processo de produção de conteúdo, entre outros aspectos.

O objetivo é tornar explícita a maneira como o conteúdo noticioso e informativo é produzido, criando condições para que os jovens entendam criticamente como a mídia trabalha e produz conteúdos. A ABPE participou ainda de um painel de discussão organizado pelo Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) durante o “Encontro do Bem Social”, em setembro de 2012, e do “Encontro de Jovens Líderes das Nações Unidas”, em dezembro de 2012. Ambos os eventos aconteceram em Uagadugu.