Reta Final: Uma análise sobre o Brasil na COP20 (Inglês e Português)

Paulo Lima e Reynaldo de Azevedo*, da Agência Jovem de Notícias

Amanha é encerrada a COP20, dia 12 e nos últimos dias os brasileiros foram convidados a participar de reuniões com a coordenação da delegação brasileira, com o objetivo de compartilhar o que está acontecendo nas negociações, trazendo um panorama do situação brasileira na COP20. No ultimo dia 10, a reunião teve a presença do chefe da delegação brasileira José Marcondes e a ministra do meio ambiente Izabella Teixeira.

A segunda semana iniciou intensa, o que já era previsto devido ser a semana ministerial, onde os chefes de estados chegam para participar das negociações. A negociadora Thelma Krug, falou sobre as dificuldades de finalizar e entrar em consenso no texto sobre redução das emissões. O documento tinha sido fechado pra revisão das comunicações nacionais, mas ficou em aberto a questão dos inventários anuais que sofrem revisões periodicamente, que pode ser no país centralizada ou ser no escritório de forma burocrática.

Sobre  Climate Technology Initiative- CTI e Subsidiary Body for Implementation– SBI o  ponto forte para o Brasil  é que os projetos aprovados saiam do papel, e sejam implementados. Um dos principais pontos do G77 é que o instrumento continue a fortalecer essa troca de tecnologias e direitos de propriedade intelectual.

Para o G77 o importante é que haja troca de informações e colaboração entre eles com o objetivo de favorecer projetos de tecnologia em países em desenvolvimento. O G77 pediu uma janela específica no fundo global para o desenvolvimento de tecnologias.

Sobre adaptação e perdas e danos foi acordada a formação de uma comissão de mecanismos permanentes de perdas e danos com  10 membros de países em desenvolvimento e 10 em desenvolvimento. É muito signicativa essa nova dinâmica porque antes  o comitê funcionava em bases interinas.

 

*Integrantes da delegação brasileira na COP20

Paulo Lima and Reynaldo de Azevedo*, of Youth Press Agency

Tomorrow is the last day of COP 20. This week Brazilian delegation has had meetings to share information about the negotiations in which Brazil is taking part. On December 10th, were present at the meeting the Brazilian delegation chief José Marcondes and the Environment Minister Izabella Teixeira.

The second week happened intensively, as expected because of the ministerial activities, when ministers take part in the negotiations. The negotiator Thelma Krug talked about the difficulties of getting into a common sense on text about emission reductions. The document was finished for supervision of national communication, but the annual inventory issues were not defined and are still under centralized or bureaucratic revision.

When talking about Climate Technology Initiative- CTI and Subsidiary Body for Implementation- SBI, the Brazilian negotiators expect the projects to be implemented. The G 77 also hopes to strengthen these technologies exchanges and its copyrights. G 77 group considers the information exchange and collaborative work priorities to strengthen technology projects in developing countries. It also asked for a specific window at the global fund for development of technologies.

It was also accorded the institution of a commission for losses and damages permanent mechanisms with 10 members from developed countries and 10 from developing ones. This is a very significant change because so far committees have worked on interim basis.

*Member of the Brazilian Delegation at COP 20.