Suplicy e Claudinho batem papo com jovens da Agência sobre homicídio da juventude negra

visita_suplicy_claudinho

Maria Carolina Arruda Branco e Jonathan Moreira dos Santos, da Redação | Imagem: Gutierrez de Jesus

No dia 02 de junho a galera da Agência Jovem de Notícias recebeu a presença do coordenador de juventude da cidade de São Paulo, Claudinho, e do secretário municipal de direitos humanos, Eduardo Suplicy, para fazer com os jovens e alguns convidados do Programa Juventude Viva e UNICEF uma discussão em torno do tema “Homicídio da Juventude Negra”.

Essa questão é uma das pautas da turma da Agência Jovem no âmbito da Plataforma dos Centros Urbanos, uma iniciativa do UNICEF em parceria com a Prefeitura de São Paulo e CMDCA. Os jovens presentes, ao se depararem com os indicadores de homicídio, perceberam que os números eram enormes nas periferias em relação com outras áreas da cidade, ocupadas pela classe média.

Durante o encontro com as autoridades, os questionamentos dos jovens giraram, sobretudo, em torno da omissão do Estado com relação ao Homicídio da Juventude Negra, não o admitindo como um problema de segurança pública, e o impacto que teria a Redução da Maior Idade Penal para piorar a situação de marginalização do jovem negro e morador de periferia.

O período de formação anterior à oficina do dia 02 proporcionou aos jovens um olhar crítico para este problema, e um debate rico e empoderado com relatos de vivências e trocas de experiências. A presença de representantes para esclarecer dúvidas, confrontar realidades e propor soluções para enfrentar a questão foi enriquecedor, principalmente por proporcionar aos jovens um diálogo direto com o poder público, de igual para igual.

Alguns dos jovens presentes vivenciam na pele a dor de serem perseguidos por um Estado racista. Nesse contexto, o Secretário de Direitos Humanos, Eduardo Suplicy, disse ser contra a Redução da Maior Idade Penal e ter votado, enquanto senador, contra este projeto todas as vezes que ele apareceu em pauta.

Esse foi um encontro de sensibilização. Não apenas para os jovens, mas também para os gestores públicos, que se sentiram felizes com a oportunidade de dialogar e pensar alternativas junto com os jovens para essa questão. A conversa foi além do esperado. Suplicy e Claudinho se animaram com a galera e ficaram 40 minutos a mais que o combinado, pois perceberam que a turma da Agência estava a fim desse papo e, principalmente, estava empoderada para o diálogo. Todo mundo saiu contente, querendo mais. O secretário e o coordenador se colocaram à disposição para voltar. E nós, da Agência, topamos repetir a experiência.

Jornalista, professor e educomunicador. Responsável pelos conteúdos da Agência Jovem de Notícias e Revista Viração.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *