Sou criança e tenho direitos

Por Anna Luiza.

Na manhã do dia 05 na Conferência Lúdica, em Serra Negra, as crianças tiveram a sua própria oficina. Formando um círculo, as ideias surgiram em um piscar de olhos. Transporte, cultura, saúde, educação… Inúmeras propostas e ideias. O que mais nos surpreendeu foi a forma que as crianças pensam e querem fazer-lo valer, sendo, assim, protagonistas cotidianos.

Em entrevista com duas crianças, Augusto e Stefany, percebemos bem a razão de tanta animação. Stefany diz que não basta o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) existir, é necessário que haja uma comoção geral para que assim se faça valer cada direito lá presente. Augusto, por sua vez, surpreende a todos quando diz que o governo os trata como objetos, privando-os, assim, de seu direito de expressão.

Na foto abaixo, Augusto, Anna Luiza e Stefany.

 

Saiba mais:

O que é 9ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente?

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *