Sem trabalho infantil: a importância da participação de adolescentes nesse debate

Filipe Batalha, 13 anos

Para que as pessoas vejam os perigos do trabalho infantil, que tira a infância de várias crianças, principalmente das meninas que ficam expostas a maus tratos e à violência sexual, adolescentes de todo o Brasil criaram 12 propostas para ajudar a combater o trabalho infantil. Essa iniciativa integra as ações da campanha É da Nossa Conta – Sem Trabalho Infantil e pelo Trabalho Adolescente Protegido. As propostas foram elaboradas a partir de três eixos: Reconheça, Questione e Participe, e podem ser conferidas na íntegra aqui.

Tiago Torres Gomes, analista de projetos sociais da Fundação Telefônica Vivo, explica como foi o processo de elaboração das 12 propostas: “A elaboração das 12 propostas mobilizou jovens, tanto presencialmente quanto virtualmente, levantou uma discussão na plataforma do Pró-Menino e no facebook, em que eles participavam e davam suas contribuições sobre como diminuir o trabalho infantil. Também foram feitas oficinas presenciais com a Viração e com a Cipó, na Bahia, para que os adolescentes pensassem na questão. Chegaram mais de cem propostas, a partir das quais chegamos nas 12 propostas centrais”.

Para Francis Freire, do Instituto Infância, afirma que o diferencial das propostas é o fato de terem sido feitas por adolescentes. “As 12 propostas são importantíssimas, surgiram da participação e escuta dos adolescentes e precisam, de fato, ser colocadas em prática. Foram propostas construídas a partir do olhar de adolescentes de diferentes realidades.”

O documento foi apresentado durante o lançamento da campanha É da Nossa Conta no município de Acaraú (CE), que fica a 255 km de Fortaleza por dois adolescentes e uma criança do projeto Compromisso Vivo, do IFAN, e comentado por representantes de organizações envolvidas com a campanha, como a Viração Educomunicação, Cipó – Comunicação Interativa, Conselho Tutelar e Secretaria de Assistência Social de Acaraú.

Bruno Ferreira
Jornalista, professor e educomunicador. Responsável pelos conteúdos da Agência Jovem de Notícias e Revista Viração.

Ver +

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *