São Luís é palco da 1ª Conferência Estadual de Sustentabilidade nas Praias e Lagoas

Texto: Lais Rodrigues e Deborah Duarte | Imagem: Robson Dutra (MA) | Jovens educomunicadores em São Luís (MA)

Na última quarta-feira (29), aconteceu no auditório Fernando Falcão da Assembleia Legislativa do Maranhão a 1º Conferência Estadual de Sustentabilidade nas Praias e Lagoas com o tema “Balneabilidade e Gestão Integrada da Orla”. O evento foi uma iniciativa da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Humanos.

O objetivo maior foi a conscientização da limpeza e conservação das praias, rios, lagos e lagoas do Maranhão que visa ao cuidado e preocupação com a fauna marinha. Para isso, foram apresentados projetos e ideias para que se iniciem os trabalhos em São Luís.

Mais uma vez foi apontado que a falta de investimento na educação básica de ensino pode contribuir para aumentar o problema. A educação ambiental e conscientização de crianças e jovens seriam as principais iniciativas para começar a prática da sustentabilidade na capital.

Foi citada também, a falta de planejamento para o saneamento básico. Então, a CAEMA (Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão) apresentou o projeto de aumento quantitativo de suas estações de tratamento. Na capital existem apenas duas estações de tratamento – a estação do São Francisco e do Bacanga – atendendo apenas a 10% da população. Recebendo críticas constantes sobre esse quadro, a CAEMA apresentou o plano de criação de mais duas estações, chegando a tratar, em seu total funcionamento, 90% do esgoto ludovicense.

Foi ressaltada a importância das cooperativas de catadores, visto que há apenas uma em prática em São Luís. Sendo assim, tivemos a apresentação do Plano Estadual de Resíduos Sólidos e Lançamento da Portaria de Criação do Cadastro das Cooperativas de Catadores de Resíduos e Entidades Recicladoras de São Luís a ideia é a criação de mais cooperativas que possam ter uma maior área de atuação, conscientizando a população local sobre a importância do destino correto de seus resíduos sólidos, assim como a reciclagem dos mesmos.

O ápice foi a assinatura da carta de compromisso em que todos os órgãos Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Secretaria de Meio Ambiente do Municipio de São Luís (SEMMAM), CAEMA, IBAMA e Corpo de Bombeiros se responsabilizaram por garantir a balneabilidade adequada dos mares, rios, lagos e lagoas.

Outro momento da conferência foi trazer o movimento Clean up the World para São Luís. Ele tem o trabalho voltado para a limpeza das praias, rios, lagos e lagoas e a preocupação com a biodiversidade marinha. É um evento mundial, que atua em cerca de 125 países.

Ao término da conferência, houve um curso para coordenadores de voluntários, tendo como palestrante o representante do Clean up the World no Brasil, Hildon Carrapito, cujo objetivo era capacitar voluntários para o Dia Mundial da Limpeza nas Praias, que será realizado em 15 de setembro, das 10h às 13 horas.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *