Safira Bengell na luta contra a transfobia

Safira Bengell, atriz travesti piauiense, agitou o Palco Vila, na tarde do segundo dia do Congresso, com o espetáculo “Artista sim, preconceito não”. Apesar de ser um espetáculo humorístico, o tema abordado era muito sério: o preconceito às travestis, ou seja, a transfobia.

“O Brasil é um país preconceituoso por natureza. Somos preconceituosos, devido à ignorância, à falta de educação do brasileiro. O preconceito só vai melhorar quando a população LGBT  fizer com que a sociedade lute por nós. Não podemos obrigar a sociedade a nos aceitar, mas que nos respeitem, sim”, reivindicou a atriz.

Há muitos exemplos de transfobia, que se manifestam de diferentes formas na sociedade, muitas vezes, inclusive, envolvendo violência extrema. Tieta Rodrigues, que trabalha em uma casa de apoio na Bahia, sabe bem o que é isso. “Quando decidi me assumir perante à sociedade, minha família não aceitou. Fui criticada e expulsa de casa, mas consegui  sobreviver e estou aqui,  lutando e tentando uma vida melhor a cada dia”, conta.

Ramonna Abreu (SP) e Alex Pamplona (PA), da Cobertura Jovem em São Paulo

Bruno Ferreira
Jornalista, professor e educomunicador. Responsável pelos conteúdos da Agência Jovem de Notícias e Revista Viração.

Ver +

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *