Portas abertas: inaugura a unidade do Sesc 24 de maio

| Por Vânia Correia, da redação |

Inaugurou hoje, 19 de agosto, a unidade 24 de Maio do Sesc – Serviço Social do Comércio, ao lado da queridinha Galeria do Rock e da Praça da República. O equipamento, esperado há anos, ocupa um prédio da década de 40 que abrigou a antiga Mesbla, loja de departamento símbolo do comércio paulista.

O arquiteto Paulo Mendes da Rocha foi o responsável por dar cara nova aos quase 28 mil m2 de área construída, por onde vão circular cerca de 5 mil pessoas por dia (uau!). O belíssimo projeto de Rocha aposta numa estrutura de concreto e aço, toda envidraçada por onde é possível ver as ruas, os prédios e as pessoas do centro da cidade.

A unidade conta com espaços para oficinas, esportes, teatro e comedoria, além de muitas áreas de convivência e um arraso de piscina ao ar livre, que fica no 13º andar, o que a torna a mais alta piscina descoberta da cidade.

As portas foram abertas às dez da manhã e uma multidão de gente (sem exagero) começou a circular pelo espaço e as dezenas de atrações oferecidas. Artistas e públicos tão diversos como é a própria São Paulo: múltipla, complexa e controversa.

Não tão diversa assim foi a cerimônia oficial de inauguração. Realizada no teatro, que à tarde recebe a grande Fernanda Montenegro, o protocolo de abertura contou com a presença de dezenas de autoridades. Só no palco haviam pouco mais de trinta autoridades, entre as quais somente duas eram mulheres e nenhum negro(a)!

Cerimônia de inauguração do Sesc 24 de Maio

Participaram do evento de abertura, na qual foi desnudada o totem de inauguração da unidade, o prefeito e governador de São Paulo, secretários de cultura, esporte, trabalho entre outros; cônsules da Argentina, Uruguai, Egito, Japão; subprefeitos da região Sé, Parelheiros, Vila Mariana, entre outras; a coordenadora do escritório do UNICEF São Paulo, Adriana Alvarenga; o vereador Eduardo Suplicy, os senadores José Serra e Marta Suplicy, além dos conselheiros do Sesc e Senac.

Danilo Santos de Miranda, Diretor Regional do Sesc São Paulo, falou sobre a importância do equipamento para a cidade e de como ele expressa “a arte e a beleza de fazer parte dessa vida que explode pelo centro dessa cidade que amamos”, comemorou.

Abram Szajman, presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, do Centro do Comércio e dos Conselhos Regionais do Sesc e do Senac, falou sobre o projeto que se conecta com a vida e vocação do centro da cidade, região familiar ao empresariado e trabalhadores de São Paulo, lembrou ele. “Cada andar [do prédio] traz uma vocação que se conecta com a dos outros. Sinto-me honrado em anunciar a abertura do Sesc 24 de maio”, concluiu.

Após a fala do prefeito da cidade, João Dória, o governador Geraldo Alckmin aproveitou a oportunidade para falar sobre seu projeto de revitalização do centro por meio de uma parceria público privada. “Precisamos trazer as pessoas de volta para morarem no centro”, destacou, lembrando que o centro concentra o maior número de empregos da cidade e, em contrapartida, a menor densidade populacional. Alckmin celebrou ainda a eficiência do Sesc que “já inaugura funcionando” (?).

Este texto é resultado da cobertura educomunicativa da inauguração do Sesc 24 de Maio, realizada por adolescentes e jovens do projeto Agência Jovem de Notícias e da Viração Educomunicação, em parceria com o Sesc São Paulo.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *