Parelheiros em casa e conectada pela literatura

Conheça ações propostas pelo Ibeac para conectar moradores da região de Parelheiros/SP durante o isolamento social através da literatura e da contação de histórias

Texto: Gabriel Razo da Cunha | Revisão e colaboração: Bel Santos Mayer / Ibeac

O Instituto Brasileiro de Estudo e Apoio Comunitário – Ibeac, é uma organização não governamental que há 39 anos atua no fortalecimento da cultura de direitos humanos. Há mais de 10 anos estamos em Parelheiros, desenvolvendo ações de fortalecimento da comunidade com grupos de mulheres, gestantes, jovens e agricultores orgânicos, buscando construir histórias de transformação junto aos moradores, lideranças e parceiros.

Desde o início da pandemia causada pelo coronavírus, todo o time reorganizou as ações para que pudéssemos continuar atuando, seguindo todos os cuidados necessários. Iniciamos um intenso trabalho para diminuir os impactos causados pela pandemia. Junto aos alimentos, máscaras protetoras artesanais e produtos de higiene pessoal, incluímos livros novos, para garantir que a literatura também chegasse aos lares das famílias. Através das redes sociais, nosso time disponibilizou diversas  mediações de leitura e indicações literárias.

A juventude da ação “Literatura e Direitos Humanos: Para Ler, Ver e Contar” continuou levando para as redes, indicações literárias e discussões a respeito da obras literárias lidas e dos direitos humanos. No “Varal de Versos”, inspirados/as pela leitura do livro “Varal” de Maria Vilani e “Nós: 20 Poemas e uma oferenda” de Neide Almeida, construíram varais com trechos de poemas selecionados dos livros e produziram vídeos lendo os versos como uma oferenda às pessoas que estão lidando com o reflexo desta pandemia.

Por meio de videoconferência, realizamos o lançamento da mais nova edição da Revista Viração em sua versão digital. Produzida pelos jovens, traz como tema Literatura e Direitos Humanos, conceito aprendido de Antônio Cândido, ao afirmar que a literatura é necessidade e não um privilégio. É por isto que a literatura está presente em todos os nossos projetos: ela é um direito e acreditamos em seu poder transformador.

Em Parelheiros, o time de mães mobilizadoras realiza diariamente mediações de leitura de livros infantis pelo Instagram, reafirmando que a literatura é boa companhia e pode ser uma ótima forma de estabelecer conexões com os filhos/as e com outras mães.  E a criançada não ficou de fora! Gravou vídeos mediando seus livros preferidos.

A turma da Biblioteca Comunitária Caminhos da Leitura seguiu fazendo suas indicações literárias como Para Educar Crianças Feministas de Chimamanda Ngozi Adichie e “A Contradição Humana” de Afonso Cruz e várias lives literárias em parceria com o coletivo Encrespad@s como o encontro “Carolina Maria de Jesus: via e obra em exposição” com o antropólogo Hélio Menezes.

As mediações de leitura são uma possibilidade do time continuar estabelecendo relações de afeto e cuidado com a comunidade, mesmo à distância. Esses encontros virtuais estimulam as aproximações entre mães, pais, filhos/as e familiares que vivem na mesma casa, fortalecendo vínculos tão necessários nesse momento difícil em que o mundo vive.

Ancorados nos princípios da educomunicação, iniciamos o projeto do Jornal Mural Digital Vozes: De Parelheiros Para o Mundo (versão digital) e o Podcast Vozes Daqui de Parelheiros, espaços para que a comunidade possa narrar suas histórias, contar suas vivências e falar do território a partir do olhar de quem vive e faz Parelheiros o melhor lugar para se nascer e viver, exercendo o direito humano à comunicação.

O distanciamento social é necessário para que os impactos causados pela pandemia sejam amenizados. Para nos fortalecer e permanecer conectados, nossa estratégia é ocupar as redes sociais, apostando no que acreditamos: a literatura possibilita espaços de diálogo, de afeto e de aproximação, atitudes necessárias para resistir e passar pelos difíceis dias.

Acompanhe o Ibeac na rede pelo site do Instituto, pela página no Facebook e pelo Instagram

Ver +

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *