Para discutir participação política e monitoramento de ações públicas, juventude do MJPOP realiza 5º encontro nacional

Evento reúne cerca de 100 participantes, durante uma semana, no Rio de Janeiro; programação tem foco na troca de metodologias entre os Estados representados

Por Rafael Stemberg, da Agência Jovem de Notícias, em Berlford Roxo (RJ) /Foto: Divulgação MJPOP

Durante uma semana, entre 21 e 26 de janeiro, adolescentes e jovens, de diversas partes do Brasil, estarão reunidos para trocar experiências e conhecer diferentes metodologias para se trabalhar políticas públicas e participação juvenil em suas respectivas comunidades. O evento, o 5º Encontro Nacional do MJPOP (Monitoramento Jovem de Políticas Públicas), é realizado pela Visão Mundial e acontece em Belford Roxo, na baixada fluminense.

Os cerca de 100 participantes, em sua maioria, já atuam em processos de monitoramento e implementação de políticas públicas em suas comunidades, de nove Estados (Amazonas, Ceará, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco). Por isso, trazem exemplos de ações concretas que ajudam a dar “gás” em quem está começando e acham que política não é coisa de jovem.

“Na minha escola constava que estava tudo reformado (no relatório), mas não. Então reunimos a galera para cobrar essas mudanças e conseguimos”, diz a pernambucana Jardriana Tavares Santos, de 17 anos. Ela participa pela primeira vez do encontro e foi convidada por um líder da igreja da qual atua, em Recife. A ideia de Mel, como também é conhecida, é se empoderar de metodologias para levar a sua comunidade e, assim, conseguir mobilizar outros jovens para atuar politicamente. “Onde moro, o principal problema é em relação à saúde, falta médico, é complicado marcar consultas”, conta.

Ao longo dos dias foram pensados espaços para discutir temas como ocupação dos espaços de poder, participação política partidária, monitoramento do sistema de saúde e mobilização cidadã de crianças e adolescentes. Para ajudar na contextualização desses eixos, foram convidados representantes de organizações da sociedade civil e do poder público como Angela Guimarães, da Secretaria Nacional da Juventude e do Conjuve, e Patrícia Santin, da Fundação Telefônica.

No dia 25 está previsto um flashmob (rápida manifestação coreografada) no centro do Rio de Janeiro para sensibilizar as pessoas sobre o trabalho infantil e adolescente. O evento está sendo transmitido ao vivo, via Facebook. Para acompanhar, acesse https://www.facebook.com/groups/229100517138425/?fref=ts.

 

 

 

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *