Para desmentir FAKE NEWS sobre a crise climática

Uma lista de dicas práticas pra você não cair em fake news sobre as mudanças climáticas e começar a adotar comportamentos mais sustentáveis

Por Lívia Gariglio

Veicula-se pela internet que o sol está ficando mais quente e não há nada o que se possa fazer para evitar o aquecimento global, entretanto, isso é inverídico, uma vez que já foi provado que a maior causa do aumento de temperatura mundial é a ação humana.

Ilustração em fundo amarelo. Balão de conversa verde com texto em inglês "resilience!". Balão de conversa  vermelho com texto em inglês "climate crisis!". Ao centro, imagem do planeta Terra atravessado por uma corda, sendo puxada para a direita e para a esquerda por mãos brancas. No centro da imagem do planeta, faixa com texto "climate change".
Ilustração: Jovens Repórteres para o Meio ambiente PT / reprodução

COMO MUDAR ISSO?

… na sua casa:

  • Plante árvores nativas da região no seu quintal e na sua comunidade;
  • Preze por energias alternativas, como a solar, eólica e biocombustíveis;
  • Use as regrinhas básicas de economia de energia.

.. nos seus hábitos

  • Leve garrafinha contigo (diminuindo o uso de copos e garrafas plásticas);
  • Caminhe pequenos trechos a pé;
  • Evite o uso de canudos, copos, talheres e pratos descartáveis;
  • Não desperdice alimentos, reutilizando-os, por exemplo, em compostagem;
  • Faça turismo sustentável;
  • Use coletor menstrual, evitando descarte enorme de absorventes;
  • Divulgue de forma acessível pesquisas e ações sobre esse tema;
  • Doe roupas, sapatos, bolsas, mochilas e acessórios.

… com carro e transportes:

  • Faça a manutenção veicular, pois, a falta de calibração do motor, por exemplo, aumenta a poluição do ar;
  • Troque o tipo de combustível ou vá de bicicleta, a pé, por transporte público ou carona.

… com o lixo:

  • Participe da coleta seletiva (de forma correta) e não jogue lixo na rua e sim no lixo;
  • Compacte embalagens para descartá-las (otimizando espaço dos caminhões de lixo e poupando combustível);
  • Ajude os catadores, especialmente se tratando da quarentena.

… nas suas compras de mercado e nas gerais:

  • Repense o seu consumo e use SEMPRE uma ecobag;
  • Apoie a permacultura e pequenos produtores em detrimento dos latifúndios;
  • Consuma menos carne bovina/suína (evita desmatamento e grande emissão de gases)
  • Compre a granel (cereais, grãos, macarrão, farinha, até café e azeite);
  • Use sacos de pano para as compras secas, potes de vidro para os úmidos ou em pó e garrafas para líquidos;
  • Compre de empresas que emitem menos gases de efeito estufa;
  • Prefira embalagens reutilizáveis/retornáveis ou a refil;
  • Use comprovantes digitais, pois os recibos geralmente não são recicláveis;
  • Compre roupas de segunda mão ou de marcas ecologicamente corretas;
  • Prefira móveis de madeira certificada.

… com papel:

  • Priorize livros usados a livros de primeira mão e caso o livro seja lançamento, priorize a versão digital à versão impressa;
  • Imprima só o necessário, usando os dois lados da folha, e as usadas, utilize como rascunho;
  • Dê preferência a receber correspondências por e-mail;
  • Recicle papel de forma caseira.

… na política e cidadania

  • Cobre políticas públicas;
  • Participe do e-cidadania e abaixo-assinados (change.org, por exemplo);
  • Fiscalize dados e cobre ativamente a divulgação deles;
  • Cobre a construção de aterros sanitários, substituindo lixões;
  • Olhe se os empresários que apoiam campanha do político X são latifundiários ou de grandes empresas antiecológicas;
  • Cobre do CONAR maior restrição de propagandas com crianças como público-alvo;
  • Cobre a reciclagem de lixo eletrônico;
  • Fiscalize a cobrança do descarte correto de lixo hospitalar;
  • Peça a realização de queimadas controladas para os órgãos responsáveis, evitando incêndios.

… nas empresas

  • Compre de empresas que tem preocupação com isso (olhar os selos, por exemplo);
  • Cobre as empresas que tem obrigação de reflorestar;
  • Cobre das empresas de mineração o uso de barragem a seco;
  • Na sua empresa ou escola, peça que se utilizem canecas pessoais e canudos de metal ao invés de copos de café e canudos normais;
  • Coloque a empresa em que você atua na coleta seletiva.

… por fim:

  • Participe de ONGs, coletivos e projetos sociais em prol da sustentabilidade, do engajamento social, da permacultura e da agrotecnologia consciente;
  • E entenda que se mobilizar é a única maneira para realmente evitar a mudança climática. ENGAJE-SE!

Imagem com fundo branco. Na lateral, linhas finas coloridas e foto de uma jovem branca de cabelos compridos e óculos. Texto: "Lívia Gariglio. Aspirante a jornalista, integrante do Coletivo Lafamob e do PermaLafa. Luta em prol dos movimentos estudantil, indígena, ambientalista, LGBTQIA+ e antirracista. Escritora e poeta." Logo facebook. Texto "/ligariglio"

Esse texto foi escrito a partir das reflexões geradas durante a Maratona Dia do Profissional do Clima, que aconteceu no dia 24 de novembro de 2020, do qual a colunista participou de forma remota em respeito às regras de distanciamento impostas pela crise sanitária provocada pelo avanço da Covid-19.

Quer ler todos os artigos de cobertura da Maratona Dia do Profissional do Clima? Listamos pra você:

  1. Nós, amazônidas, podemos falar? Reflexões sobre a crise climática nas Amazônias – Por Ana Rosa Calado Cyrus
  2. Mudança Climática: como isso nos afeta? Por Lívia Gariglio
  3. Qual futuro estamos construindo? Por Amanda da Cruz Costa

Ver +

2 Comentários

  • Muito obrigada! 🖤

  • Parabéns!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *