Pandemia: substantivo feminino

Lidar com a pandemia, enquanto mulher, significou uma sobrecarga mental e física, ter que ser a responsável por pensar e administrar tudo. Desde as refeições, passando pelos cuidados de higiene, até data de vencimento de contas, mercado, tudo. Uma sobrecarga surreal, um cansaço que nunca senti antes.

Eu sou mãe de uma criança de 11 anos, moro com ela e meu companheiro, com quem tenho 7 anos de convivência. Tive que sair pra trabalhar em alguns momentos e essa era a pior parte, pois os dois exigem muito de mim, principalmente atenção. Quando estou em home office, não compreendem que preciso de espaço e silêncio. Ele colabora, faz muitas coisas aqui em casa, mas a responsabilidade de colocar minha filha na aula remota, fazer comida, conferir lição, educar sem violência, enfim, é toda minha. Ele está desempregado e sou eu quem estou pagando as contas. Março de 2020 foi o último mês em que ele recebeu um cachê e está sendo cada vez mais pesado para mim. Além de tudo, eu estudo. Ter que dar conta da casa, da família, do trabalho, da cachorra e de estudar está cada dia mais pesado.

Em junho de 2020, eu tive COVID-19. Fiquei muito debilitada por 23 dias, não conseguindo nem ficar em pé na frente do fogão para fazer um arroz. Felizmente contei com ajuda de amigos e familiares, mas foi terrível! Não desejo para ninguém.

Quando penso no futuro, eu me sinto triste, exausta e desesperançosa. Não consigo enxergar um pós-pandemia tão breve por aqui. 

Thaís Nozue / Arquivo pessoal

Thaís Nozue (@thanozue) é fotógrafa, arte-educadora, mãe e trabalhou em uma unidade dos Centros de Assistência Social de São Paulo durante a pandemia.

Imagem de Mylene2401 por Pixabay 

Leia também:

Essa crônica foi editada a partir da íntegra da entrevista que Thaís concedeu à AJN para a composição do material Especial 8M: mulheres no front, produzido pela redação da redação para marcar o Dia Internacional das Mulheres Trabalhadoras de 2021.

Edição: Luiza Gianesella

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *