Projeto-Oficinas-Kinoforum-Spcine1 / Divulgação TPEventos

OFICINA DE EMPREENDEDORISMO E GESTÃO AUDIOVISUAL

Oficina gratuita e online vai trabalhar com o conceito de plano de negócio para a disseminação de conteúdos audiovisuais em plataformas de mídias digitais e atuação no mercado de trabalho.

Estão abertas até 18 de janeiro as inscrições para a Oficina de Empreendedorismo e Gestão Audiovisual. Destinada a coletivos atuantes na cidade de São Paulo, a atividade é gratuita e acontece de forma online, a partir de 26 de janeiro.

As inscrições podem ser acessadas através do endereço kinoforum.org/oficinadomomento.

Entre os critérios de seleção estão participantes de baixa renda e diversidade de origens raciais e sexuais.

A iniciativa é organizada pelas Oficinas Kinoforum de Realização Audiovisual, com patrocínio da Spcine, empresa de cinema e audiovisual de São Paulo.

A finalidade é desenvolver aprendizados sobre empreendedorismo a partir da elaboração de projetos coletivos, contribuindo assim com o aperfeiçoamento dos participantes nas mais diversas atividades da área audiovisual e para o desenvolvimento de coletivos, grupos, produtoras, distribuidoras e outras formas de organização social voltadas a esse segmento.

A oficina vai trabalhar com o conceito de plano de negócio para a disseminação de conteúdos audiovisuais em plataformas de mídias digitais e atuação no mercado de trabalho. A meta é possibilitar que os participantes se estabeleçam no mercado, capacitando-os para a gestão de empreendimentos audiovisuais.

Profissionais da área audiovisual e de empreendedorismo/gestão empresarial ministram a oficina, abordando temas essenciais à administração de empreendimentos audiovisuais e relatar como atua um gestor audiovisual. Entre os assuntos incluídos estão gestão audiovisual, planejamento estratégico, elaboração de projetos, mecanismos de financiamentos, produção executiva, gestão empresarial e financeira, marketing & distribuição audiovisual e acessibilidade no audiovisual.

Em uma segunda etapa, cada grupo/coletivo desenvolve seu projeto, sempre com o apoio da equipe de profissionais das áreas audiovisual e empreendedorismo, até sua formatação final. Nesta etapa  são desenvolvidos  planos de negócios voltados a disseminação do conteúdo audiovisual  dos  projetos  para  plataforma digitais.

Antecedendo as aulas, um ciclo de debates contempla temas como “Diálogos sobre o cotidiano e projetos culturais: caminhos e possibilidades”, “Empreendedorismo negro como perspectiva de futuro”, “Gleba do Pêssego: coletivo criativo, LGBT e periférico, com foco no audiovisual” e “Produção executiva de obras audiovisuais: elaboração, parcerias e prestação de contas”. 

imagem mostra duas pessoas atuando em cema, uma pessoa segurando claquete e uma pessoa segurando uma câmera.
Projeto-Oficinas-Kinoforum-Spcine1 / Divulgação TPEventos

 A Oficina de Empreendedorismo e Gestão Audiovisual tem entre os palestrantes confirmados nomes como Adriana Barbosa (Feira Preta), Carol Santos e Oliv Barros (coletivo Gleba do Pêssego), Deborah Osborn (Estúdio bigBonsai), JC – João Carlos (Funk TV), Jordana Braz (pós-graduada em Gestão de Projetos Culturais pelo CELACC-USP), Rosyane Silwa (Compre de Uma Mãe Preta) e Priscila Benetti (Berlin Produções Culturais).

 A divulgação dos selecionados está prevista para 22 de janeiro.

Sobre os palestrantes

Adriana Barbosa é formada em gestão de eventos com especialização em gestão cultural e idealizadora da Feira Preta, a maior feira de cultura negra da América Latina, que, em 18 anos, reuniu mais de 170 mil pessoas, movimentando cerca de R$ 5,5 milhões como resultado da venda de produtos e serviços pelos mais de 700 expositores. Recebeu a condecoração de comendadora pela Ordem de Mérito Rio Branco (Ministério de Relações Exteriores) e o Troféu Zumbi dos Palmares (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Em 2017 foi homenageada como um dos 51 negros com menos de 40 anos mais influentes do mundo segundo o Mipad, premiação reconhecida pela ONU. Venceu ainda o Troféu Grão do Prêmio Empreendedor Social (Folha de S.Paulo) e Prêmio Cláudia 2019 na categoria Empreendedorismo e Negócios. Em 2020, foi selecionada para integrar a lista de 22 Inovadores Sociais do Ano elaborada pela Cúpula de Impacto e Desenvolvimento Sustentável do Fórum Econômico Mundial.

Deborah Osborn é sócia-fundadora da bigBonsai, onde é responsável pela produção criativa dos projetos de entretenimento da produtora, com destaque para o projeto multiplataforma (documentário + websérie) “Dominguinhos”, selecionado para importantes eventos internacionais, como IDFA-Amsterdã, DOK Leipzig, Doclisboa, SXSW e Festival de Moscou. Em 2019, lançou o documentário musical “Águas Claras – O Barato de Iacanga” (disponível na Netflix), que estreou nacionalmente no festival É Tudo Verdade e foi vencedor do In-Edit Brasil, além de participação em festivais internacionais, como Womex, BAFICI e Sound & Vision. Atualmente, a produtora desenvolve uma carteira de projetos sob supervisão criativa do cineasta britânico (e ganhador do Oscar) Kevin Macdonald, além de ser responsável por outros projetos do diretor no Brasil, como “A Vida em Um Dia 2020”, com produção de Ridley Scott. Entre suas produções mais recentes estão as séries documentais “My Life is Circus” (HBO Latin America) e “Palavras Permanecem” (canal Curta!). Um dos principais focos de seu trabalho na bigBonsai são as coproduções internacionais, com projetos de ficção em desenvolvimento com a Argentina (“O Livro dos Prazeres” e “La Barbarie”) e com o Chile (“El Gol Más Triste” e “El Outro Logo”). Em 2017, foi a única representante brasileira selecionada para participar do EAVE Producers’ Workshop, um dos principais encontros da rede europeia de empreendedores do audiovisual.

Gleba do Pêssego é um coletivo formado por oito realizadores LGBTs vindos das diferentes periferias da região metropolitana de São Paulo. Com foco no audiovisual e assinando a direção criativa coletivamente, atuam também na criação de conteúdos digitais, nas artes, na moda e no design. Oliv Barros é diretor de arte, artista visual, figurinista, roteirista, stylist é costureiro. Já Carol Santos é produtora executiva, diretora, diretora de produção, assistente de produção e roteirista.

JC – João Carlos é diretor cinematográfico na empresa Funk TV, realizadora de vídeos dinâmicos sobre as experiências positivas dos MC’s, DJ’s, artistas e casas de shows, enfatizando a cultura, o trabalho e outras questões. É managing director na empresa Adaobi Foto & Vídeo, técnico de fotografia nas Oficinas Kinoforum de Realização Audiovisual.

Jordana Braz é educadora, fotógrafa e pesquisadora, com pós-graduação em Gestão de Projetos Culturais pelo CELACC-USP – Centro de Estudos Latino Americanos sobre Cultura e Comunicação. Desde 2017 é educadora no Instituto Tomie Ohtake e uma das idealizadoras do projeto Experiências Negras. Em 2018 iniciou sua pesquisa em relações étnico-raciais na educação e práticas de mediação em arte. Atualmente é assistente de curadoria e idealizadora do material educativo da exposição “Transbordar: transgressões do bordado na arte” e integrante e uma das criadoras do Coletivo Báde de Arte e Educação, responsável pelo “Programa Vivências Sonoras Cotidianas” (Sesc Santo Amaro). 

Priscila Benetti é produtora executiva, tendo atuado na Globo Internacional e na realização em Toronto (Canadá) as duas primeiras edições do Brazil Film Festival, o 5th Annual Brazilfest Toronto e a 4ª Feira das Nações. Ao fundar a Berlin Gestão e Produção Cultural, atuou na elaboração, aprovação e captação de recursos de projetos incentivados de diferentes segmentos culturais, destacando o Projeto Canto das Águas (subproduto da telenovela “Velho Chico”, da TV Globo) e “Concordâncias”, voltado a formação de jovens músicos de orquestra. Ministrou o curso de projetos incentivados (MIS de Campinas) e realizou a produção executiva do Festival de Cinema, Música e Gastronomia no Memorial da América Latina e em cidades do interior e litoral de São Paulo. Em 2019, participou da produção executiva do filme “Os Dois Lados do Céu” (de Gustavo Milan). Atualmente é gestora financeira da ONG Instituto Cultural Barra Funda e sócia-fundadora do espaço cultural Cabaret da Cecília.

Rosyane Silwa é artista, produtora cultural, jornalista freelancer na empresa Marias Mahin – Comunicação e Cultura e produtora executiva na empresa Feira Preta. É criadora do projeto “Compre de Uma Mãe Preta”, vitrine virtual organizada para divulgar e gerar visibilidade a empreendimentos de mães negras. É também produtora das Oficinas Kinoforum de Realização Audiovisual e do Centro Cultural Pompéia.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *