O Caminho da Água, Parte 1: uma experiência de autoconhecimento

O quanto de nós — como humanos e sociedade — é água, mas nem sempre preservamos? Nesta série abordaremos fatos, dicas, ideias e o que mais estiver relacionado ao famoso elemento vital H2O, sejam reflexões a respeito do consumo e resultado de ações sustentáveis para mudanças positivas e efetivas ao nosso presente e futuro.

Por Álvaro Samuel

Junho de 2021.  Quando praticamente tudo ainda estava no online, li um comunicado da escola no WhatsApp divulgando um programa de mentoria do Instituto Joule em parceria com a Sabesp. Não pensei duas vezes em me inscrever, e em poucas semanas recebi a notícia que tinha sido aprovado no processo seletivo. Pensa na alegria!

Mas… e se eu disser que não fazia ideia de como seria? Obviamente, eu sabia que seria algo voltado ao âmbito profissional, entretanto não esperava que eu iria adquirir novos conhecimentos sobre meio ambiente, sustentabilidade, tratamento de água etc. Além de encontros virtuais, tive alguns presenciais nas unidades da Sabesp junto de meu mentor e demais funcionários da empresa.

Depois de uma experiência incrível de autoconhecimento — dado que 70% do corpo humano é composto por água —, estou super ansioso e animado para compartilhar o que aprendi nesses meses, tornando-me multiplicador de mudanças positivas e ações sustentáveis.

Nesta e nas próximas publicações, vou abordar o trabalho tanto de instituições estatais e privadas quanto da população envolvida no projeto do Novo Rio Pinheiros.

Rio Pinheiros. Reprodução Sabesp

Fundada em 1973, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) é uma empresa mista. Isto significa que, além de ter o Estado como seu principal acionista, também é administrada pela iniciativa privada.

Criado em 2019, o projeto Novo Rio Pinheiros visa revitalizar um dos grandes símbolos da cidade e do estado de São Paulo. A meta é até 2022 reduzir o esgoto lançado em seus afluentes, no eixo saneamento. Entretanto, o projeto conta com outros eixos, como manutenção, revitalização e tratamento de resíduos sólidos – um trabalho conjunto envolvendo órgãos públicos, o setor privado e a sociedade civil.

Bora desbravar?

Ver +

1 Comentário

Deixe um comentário para: Cancel reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *