Movimentos sociais ocupam ruas da Terra Firme, em Belém

IMG_20141123_102327286

Na manhã do último domingo (23), militantes de diversos movimentos sociais ocuparam as ruas do bairro da Terra Firme durante a realização da II Marcha da Periferia e Cortejo Cultural da Terra Firme que, com o tema “Do luto à luta: a periferia resiste!”, mobilizou centenas de pessoas.

A marcha acontece após uma triste chacina iniciada com a morte de um policial militar, no último dia 04 de novembro e que, horas mais tarde, em represália vitimou pelo menos 11 jovens e adolescentes em diversos bairros periféricos de Belém, todos com características semelhantes: negros e pobres. O fato deixou toda a cidade em sinal de alerta e há quem se pergunte ainda se o número de vítimas não foi maior.

A indignação social urgida com o episódio impulsionou a união dos movimentos sociais que, com o apoio de diversas organizações nacionais, vêm se organizando para enfrentar e cobrar ações imediatas do poder público para enfrentar a onda de extermínio de pobres das periferias da cidade.

O jovem Neto Santos, 20 anos, morador do Bengui e militante do Coletivo Caboclo Monique Lopes, ressalta que o foco da marcha foi “fazer com que a população procure seus direitos como cidadãos de periferias e principalmente porque a maioria são negros, pois estão sendo o principal alvo da violência”.

Diego Teófilo
Por: http://www.unipop.org.br/detalha_noticia.php?id=1859

Gabriel Cruz

Ver +

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *