Mapa da Violência 2013: homicídios de jovens segue crescendo no país

O Centro de Estudos Latino-Americanos (Cebela) divulgou ontem o Mapa da Violência 2013: Homicídio e Juventude no Brasil. Os dados da pesquisa são assustadores: a porcentagem de jovens, entre os 14 e os 25 anos, mortos de forma violenta em 2011 atingiu o percentual de 73,2%. Por morte violenta o estudo considera os homicídios, suicídios e acidentes de trânsito. Na década de 80, as mortes violentas somavam apenas 30,2% das mortes de jovens nessa faixa etária.

O estudo indicou ainda que, considerados apenas os homicídios nos últimos 30 anos, o aumento percentual foi de 326,1%. O mapa aponta o aumento da violência como um resultado direto da omissão do poder público em relação à juventude, e evidencia zonas de concentração de mortes: as periferias das grandes cidades, as regiões dominadas por quadrilhas, milícias e pelo tráfico de drogas, as regiões de desmatamento na Amazônia e as regiões de fronteira, entre outros locais.

O estudo aponta ainda a passagem “do esquecimento e da omissão para a condenação” dos jovens.

*Com informações da Agência Brasil

Ver +

1 Comentário

  • Sugiro a leitura do mapa da violência e, especialmente, do ECA aqueles que, sem nunca o terem lido, o acusam de ser responsável pelas violências cometidas por adolescentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *