Mais de 80 filmes indígenas grátis no Youtube

Lista reúne filmes apresentados em festival de cinema realizado pela UNESCO e está disponível em seu canal no player de vídeos. Mostra conta com dois documentários brasileiros

Por Redação AJN

Em 2019, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) realizou o Festival de Cinema Indígena Online, que reuniu produções audiovisuais que abordam a diversidade linguística e cultural dos povos originários, por ocasião da Semana da América Latina e Caribe e para celebrar 2019 como o Ano Internacional das Línguas Indígenas – evento que aconteceu entre 3 e 7 de junho daquele ano, na sede da UNESCO em Paris.

O festival reuniu, ao todo, 92 produções de cineastas profissionais da Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Chile, El Salvador, México e Peru. Os filmes brasileiros são com documentários sobre os povos Kalapalo e Kawaiwete:

1. Etepe – 2014

Após a criação do Parque Indígena do Xingu, em 1961, os Kalapalo foram forçados a abandonar suas terras tradicionais. Etepe foi produzido na sequência do retorno dos Kalapalo para suas aldeias originais. 

A viagem à terra Kalapalo para produção deste documentário foi realizada, em 2011, no âmbito do Projeto de Documentação da Cultura Kalapalo (Prodocult / Prodoclin / Museu do Índio).

Todos os direitos reservados ao Povo Indígena Kalapalo.

2. Japepo – 2014

Documentário produzido a partir da oficina de produção de panelas de cerâmica tradicionais realizada, em 2012, na Aldeia Tuiararé, Terra Indígena do Xingu (MT), no âmbito do Projeto de Documentação da Língua Kawaiwete/Museu do Índio. 

Todos os direitos reservados ao Povo Indígena Kawaiwete.

A seleção contempla uma variedade de idiomas indígenas, falados por entrevistados de documentários e personagens de ficção. Entre as línguas gravadas, estão o Damana (Povo Wiwa), Kamëntsá, Awápit, Namtrik (Povo Misak), Nasa yuwe, Mojeño Ignaciano, Chacobo, Chiquitano, Kalapalo, Matlatzinca, Tojolabal, Tojono, Otomí, Waorani, Movima, Machineri, Cavineño, Huasteco, Yaqui, Tseltal, Huichol, Qhas Qut Suñi Urus, Uru Chipaya, Moré, Tsimane, Ch’ol, Mayo, Purépecha, Seri, Cucapá, Weenhayek, Náhuatl, Nasa yuwe, Guaraní, Mosenten Beni, Kayabi/Kawaiwete, Millcayac, Matapi, Tinigua, Tehuelche, Guaná, Chaná, Uru uchumataqu, Tapiete, Awajún, Quechua, Amahuaca, Taushiro e Sapanish.

Os temas abordados nas produções vão desde o conhecimento indígena sobre o meio ambiente, produção e consumo sustentáveis, até educação, preservação do patrimônio cultural e natural e discussões de gênero nas culturas indígenas. 

As obras estão disponíveis com legendas em inglês/espanhol.Confira a playlist completa, publicada no canal da UNESCO no Youtube, clicando aqui.

Com informações da UNESCO.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *