Lima abre suas portas ao novo acordo sobre o clima

inaugurazione_sede1

O presidente peruano Ollanta Humala inaugura o local que irá sediar a Conferência do Clima

“Não podemos olhar para o COP de Paris se não sairmos de Lima com honra, se não conseguirmos falar de compromissos nacionais, da capitalização do Fundo Verde e das ações concretas de mitigação que cada país terá que tomar”, disse ontem, 28 de novembro, o presidente peruano Ollanta Humala na inauguração da sede onde as delegações de 195 países vão negociar o futuro do planeta durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, de 1º a 12 de dezembro.

Humala ressaltou suas expectativas: “Queremos chegar a uma versão final do documento definitivo que será, então, assinado em Paris em 2015. Temos que contribuir para dar esperança ao Planeta, dar uma chance de vida às gerações futuras.”

Ele chamou a comunidade internacional a construir a “maior aliança da história, que é a luta contra o aquecimento global.”

A sede da COP de Lima, que abrigará cerca de 15 mil participantes, fica no interior do chamado Pentagonito, um prédio gigantesco do Exército peruano. Segundo o presidente, a organização de todo o evento teve um custo de 90 milhões de dólares.

Humala lidera um país visto como a “pérola” do Pacífico. Com uma taxa de crescimento econômico de 6% ao ano em 2013, o Peru é o quarto país do mundo em extensão de florestas. Não só. Muito terras férteis e três microclimas diferentes permitem culturas variadas nos setores de produtos hortifrutigranjeiros e na agricultura. Além disso, há as hidrovias: o comprimento dos rios que correm na Amazônia peruana é de mais de 14 mil km.

Paulo Lima

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *