Jovens de São Paulo aderem ao movimento 15.0

Por: Amanda Martins, com informação da Caros Amigos

Na madrugada do dia 16 para 17 de outubro, cerca de 200 manifestantes do 15.O SP permaneceram acampados no Vale do Anhangabaú, região central da cidade de São Paulo. A decisão de manter o acampamento, que reivindica direitos e cobra pela democracia, ocorreu em assembleia no dia 16, com intuito de dialogar com a população as pautas do movimento. No dia 17, os acampantes participaram de manifestação junto à comunidade indígena contra a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte em frente ao Tribunal Regional de São Paulo. Nesse mesmo dia, o Ministério Público Federal decide se a comunidade indígena terá o direito de ser ouvida antes do início da obra.

Com uma ideia de garantir seus direitos e dar visibilidade aos temas láabordados,os jovens usam cartazes e gritos de guerra que tem um tom de indignação e provocação que tem chamando a atenção das pessoas que passam por lá.

15-O é o nome do movimento. E calcula-se estar ocorrendo em 950 cidades de 82 países. O nome é uma alusão a 15-M, como ficou conhecida a manifestação de 15 de maio na qual jovens espanhóis foram às ruas com a certeza de que podem mudar a realidade daquele país. Para eles, a crise econômica que afeta a Europa – no caso da Espanha, com as mais altas taxas de desemprego – não é simplesmente um problema de arranjo das finanças, mas uma crise estrutural do sistema.

Amanda Martins

Ver +

1 Comment

  • vivo ansioso para que o povo do meu nordeste se concientize, do que tá se passando no mundo, e acho que esses movimentos podem ser a porta para que nossos jovens daqui se liguem. Porém ainda tá muito longe disso.

Leave a Reply to Paulo Lira Cancel reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *