Jornadas juvenis sobre clima em todas as regiões da Itália

A proposta da Viração aos parlamentares da comissão de meio ambiente

Com a Agência Jovem de Notícias (Agenzia di Stampa Giovanile) encontramos o Ministro Cingolani e alguns parlamentares que chegaram a Glasgow para a semana “política” da COP26. Seguindo nossas reflexões sobre o papel que os jovens devem ter na transição ecológica, nos propusemos a criar um caminho de participação juvenil na área, em linha com o compromisso da Itália manifestado no PreCop. 

Por Irene Trombini, Enrico Chiogna, Emiliano Campisi

Tradução: Monise Berno

No dia 10 de novembro, tivemos a oportunidade de participar de um momento de diálogo com alguns parlamentares italianos das Comissões de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados e do Senado italiano. Apresentamos a eles o projeto Visto Climatico e o trabalho de reportagem da COP26 que estamos realizando como Agência Jovem de Notícias Internacional, em 4 idiomas. Também aproveitamos para descrever a experiência da Conferência Juvenil sobre o Clima em Trento – Alto Adige, organizada por Viração & Jangada (a Viração Educomunicação em solo italiano) em colaboração com a Província Autônoma de Trento e outros temas do Fórum Provincial de Mudanças Climáticas.

Esta última iniciativa, em nossa opinião, foi uma excelente experiência de co-formação para as instituições e para nós, jovens. O projeto proporcionou de fato encontros com realidades específicas do território, que tratam da proteção ambiental, mitigação e adaptação às alterações climáticas, mas foi também uma oportunidade para expressar nossos pedidos: depois da tomada de consciência dos problemas existentes e das possíveis soluções em nível local, a Conferência criou um espaço para coletar nossas solicitações em um documento de recomendações de políticas. 

Ao entregar este documento aos parlamentares, com alguma emoção pretendemos trazer um exemplo concreto de boas práticas, com a sugestão de replicar este método de trabalho em todo o país. A nossa proposta, reafirmada no dia seguinte também ao Ministro Cingolani, era portanto a de criar um processo de participação juvenil que se iniciasse no associativismo a nível local, com a possibilidade de aderir finalmente à iniciativa Youth4ClimateFOREVER. Esta última, encomendada pelo Ministério de Transição Ecológica (MiTE) para garantir a continuidade da participação dos jovens no processo de Conferência das Partes, na sequência do evento de Milão, “Youth4Climate: Driving Ambition”.

Por parte de alguns parlamentares houve um retorno positivo, acompanhado de um manifesto interesse em apoiar a nossa proposta. Por outro lado, também tem havido críticas a alguns movimentos, como o Fridays For Future, que, para alguns, se coloca em posição de confronto com as instituições, como parecem emergir de alguns slogans que desacreditam o trabalho dos mecanismos institucionais.

Apesar da dificuldade de relacionamento com a política, enfatizamos a necessidade de construir um caminho inclusivo sem traçar uma linha entre os vários grupos. Como jovens ativistas, cientes do privilégio que temos de estar aqui na COP26, estamos firmemente convictos da necessidade de dar mais espaço e representação às vozes de todas as realidades juvenis que têm entre seus objetivos o combate às mudanças climáticas. São muitos os movimentos que também se empenham na elaboração de propostas concretas e, como demonstramos ao entregar o manifesto e sugerir que se repita a Conferência da Juventude, desejam fazer-se ouvir. Diferentes estilos de comunicação e diferentes modos de ação são uma característica fisiológica das associações e da democracia em geral, e garantem a inclusão de questões sociais inovadoras na dialética política. 

Neste sentido, foi interessante conhecer as diferentes sensibilidades das associações em relação à política, dadas tanto pelas diferentes experiências de participação neste tipo de reuniões, como pela direção das próprias associações. Mesmo dentro da nossa própria associação, comparando-nos após o encontro, partilhamos diferentes impressões sobre o que para nós da Agência Jovem foi um primeiro contato com atores políticos a nível nacional.

No entanto, apesar das diferenças, acreditamos que todos os movimentos juvenis estão unidos por um único objetivo comum e que só a escuta, a troca e a colaboração entre os diferentes sujeitos, com atenção às necessidades e solicitações de cada um, podem criar pressões suficientes para induzir mudanças.

A nossa proposta de criar conferências regionais no modelo da iniciativa de Trento visa precisamente alargar ao máximo a participação dos jovens, em consonância com o modelo horizontal que caracteriza a maioria dos movimentos de baixo, sejam movimentos de protesto, associações territoriais,  ou grupos como a AJN Internacional.

É graças à mobilização de Greta Thunberg, Fridays For Future e de todos nós, crianças, adolescentes e jovens que todas as sextas-feiras, as praças das nossas cidades são animadas por manifestações coloridas e pacíficas. É precisamente graças a estes movimentos que milhões de jovens voltaram a acreditar na oportunidade e, dada a dimensão do problema, também na necessidade de uma ação comum, para além da retórica do “para que nada mude”.

Sob a bandeira do ambientalismo e da luta contra as alterações climáticas, foi indiscutivelmente redescoberta uma dimensão política que muitos pareciam ter perdido, esmagada pela complexidade dos fenômenos, pela desconfiança e pelo cinismo.

Esta nova chama de vitalidade dos movimentos juvenis é uma resposta clara à inércia da ação política nacional e internacional nas questões ambientais que, embora parcialmente causada pela complexidade do tema, está causando e causará danos incalculáveis ​​e uma ameaça concreta às nossas comunidades.
Aqueles que nos representam politicamente reconhecem essa chama recém-descoberta e se comprometem a não trair as responsabilidades das quais estão investidos.

Só há uma maneira de evitar o risco de alienar novamente as gerações mais jovens da política: arregaçar as mangas e tomar medidas concretas para combater as alterações climáticas, garantindo um futuro para todos nós.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *