Ver +

4 Comments

  • Parabéns pelo lindo projeto!

  • Olá, gostaria de saber se a vaga para Jornalista Educomunicador foi preenchida? Caso não, gostaria de encaminhar o meu currículo.

    grato.

  • CARTA ABERTA AOS ORGANIZADORES DA RIO + 20

    – EFEITO ESTUFA –
    – COMO NEUTRALIZA-LO GERANDO GANHOS ECONÔMICOS –
    – Regeneração do Período Carbonífero –

    Diante do fracasso de todas as outras iniciativas mundiais para criar uma forma de conter o Efeito Estufa e suas conseqüências nefastas e desastrosas, venho, mais uma vez, trazer a público o meu Projeto-Proposta para erradicar e conter de forma radical e definitiva o trágico desastre que se avizinha tão rapidamente:
    A Asfixia e extinção da vida animal na qual nos incluímos!
    Quero apenas o direito de ser ouvido, apresentar e debater a minha proposta como cidadão e especialista e que os ilustres congressistas sustentem publicamente que eu estou errado, que meu projeto é inviável ou simplesmente o aprovem!
    Segue abaixo um resumo para não cansar, nem enfadar os leitores.
    O Projeto/proposta completo está à disposição de quem possa interessar.

    Meus telefones: móvel: 5512-9182-4286; Res. 5512-3023-0722

    Pontos fortes da proposta: Resumo
    a) Utiliza a energia primaria, o sol, para ativar a fotossíntese com a utilização da água, do próprio gás carbônico e a luz para produzir a biomassa, o verde, capturando dessa for o carbono;
    b) Até a presente data, não existe proposta para resolver tão urgente e grave problema à nível global. A minha proposta/projeto resolve o problema do Efeito Estufa de forma radical e definitiva;
    c) Com 12 (doze) toneladas de carbono assim capturadas na biomassa, serão retiradas da atmosfera 44 (quarenta e quatro) toneladas de gás carbônico e devolvidas 32 (trinta e duas) toneladas de oxigênio. Resumindo: Com apenas 12 (doze) toneladas de carbono capturadas, purifica-se e enriquece-se 76 (setenta e seis) toneladas do ar que respiramos;
    d) Com a captura do carbono, também serão retirados outros gases tóxicos presentes na atmosfera (traços) de gases de enxofre, cloro, nitrogênio, enxofre, etc. que serão agregados com o carbono à biomassa;
    e) Serão criadas florestas para essa finalidade específica;
    f) A biomassa, gerada para esse fim, será enterrada no subsolo a uma profundidade mínima de três metros;
    g) Sob a pressão do próprio subsolo e em ausência de água, não haverá desenvolvimento de microorganismos anaeróbios ou aeróbios, não havendo esses microorganismos não haverá geração de gases do carbono (metano – CH4, monóxido – CO ou gás carbônico – CO2), não havendo risco de retorno desses gases à atmosfera;
    h) Será como uma regeneração gradativa do Período Carbonífero, período em que a atmosfera chegou a ter 34% (trinta e quatro por cento de oxigênio;
    i) Seria dada sempre preferência às áreas arenosas e desérticas para construção dos depósitos geológicos de biomassa, preservando sempre a idéia/princípio: não havendo água, não há vida, não havendo vida, não haverá formação dos gases causadores do efeito estufa;
    j) A matriz energética a base de petróleo poderia ser mantida, uma vez que o carbono estará sendo reciclado;
    k) IMPORTANTÍSSIMO: Geração de milhões de empregos;
    l) Estaríamos gradativamente nos livrando do Efeito Estufa que tanto preocupa a humanidade. A mais rápida ou mais lenda eliminação do Efeito Estufa estará dependendo da maior ou menor velocidade na implantação do Projeto.

    Antonio Germano Gomes Pinto

    Engenheiro Químico, Químico Industrial, Bacharel em Química com Atribuições Tecnológicas, Licenciado em Química, Especialista em Recursos Naturais com ênfase em Geologia, Geoquímico, Especialista em Gestão e Tecnologia Ambiental, Perito Ambiental, Auditor Ambiental e autor de duas patentes registradas no INPI, no Merco Sul, na UE, na World Intellectual Property Organization números WO2000/027503 and WO 1996/015081 e em grande número de países.

    Registros Profissionais:

    Engenheiro Químico – CONFEA 200136654-0 e CREA/RJ 1998103814.

    Químico Industrial: CRQ 3ª Re. 03302170.

    Professor: MEC 19.563.

    World Intellectual Property Organization numbers WO2000/027503 and WO 1996/015081.

    Email: aggpinto@hotmail.com

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *