Formação prepara adolescentes para a cobertura do lançamento da campanha É da Nossa Conta! em Acaraú (CE)

 

Nesta segunda-feira, 21 de outubro de 2013, foi realizada a oficina “Direito humano à Comunicação, Juventude e Linguagens” com alguns adolescentes do Projeto Compromisso Vivo – Direitos de crianças e Adolescentes, no Lions Clube, em Acaraú (CE).

A oficina foi ministrada pela ONG VIRAÇÃO e teve como objetivos discutir a Comunicação no enfoque do combate ao Trabalho Infantil, bem como capacitar os adolescentes participantes para realizarem a cobertura do evento de lançamento da Campanha “É da Nossa Conta!”, em 22 de outubro de 2013, no prédio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará IFCE – Campus Acaraú.

A oficina começou com a dinâmica “teia”, que teve como objetivo integrar o grupo, além de por em debate a questão do relacionamento em rede, e da Comunicação interpessoal. Em seguida, foi exibido o vídeo “Processo de Comunicação”, seguido do jogo do “Sim ou Não”, sobre o tema da comunicação enquanto direto humano. Os adolescentes ouviam afirmativas sobre direito humano à comunicação, e opinavam por sim ou não, discutindo entre si os temas que foram abordados.

Os educadores trouxeram para os adolescentes a explicitação do lançamento da campanha, dizendo como e o que fariam os adolescente na cobertura deste evento. Os jovens foram divididos em grupos, em que cada grupo ficou responsável para produzir  peças de comunicação nas linguagens: áudio, texto e foto, e fanzine.

A oficina terminou com atividades práticas com os grupos já em produção de alguns fanzines, que serão entregues para os participantes do lançamento da campanha em Acaraú e também em Fortaleza, que será em 25 de outubro.

Entenda:

A Campanha É da nossa conta! é uma iniciativa da Fundação Telefônica Vivo, em parceria com o UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância e Adolescência) e a OIT ( Organização Internacional do Trabalho) que tem como foco incentivar o Reconhecimento, o Questionamento e a Participação de todos pelo fim do trabalho infantil por meio principalmente das redes sociais, levando a proposta de que os cidadãos se tornem agentes mutiplicadores, produzindo e compartilhando informações sobre a temática nas redes sociais abertas e internet.

Por: Edineilia Castro, Lorena Cristina Silveira e Lucas Lima, jovens comunicadores em Acaraú (CE)

Jornalista, professor e educomunicador. Responsável pelos conteúdos da Agência Jovem de Notícias e Revista Viração.

Ver +

1 Comentário

Deixe um comentário para: Cancel reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *