Fechamento da Assembleia dos Povos começa depois do previsto

Última atividade da Assembleia dos Povos teve a apresentação da Agenda de Lutas e Campanhas formuladas em cinco plenárias.

O Aterro do Flamengo amanheceu vazio nesta sexta-feira (22). A chuva da madrugada pareceu desanimar os participantes da Cúpula dos Povos. Antes das 12h, o movimento nas tendas era fraco e a maioria das pessoas que já estavam no Aterro e passeavam pela orla da Enseada da Glória e por entre as ruas onde estavam artesãos e comerciantes vendendo seus produtos.

A apresentação da Agenda de Lutas e Campanhas que foi construída e compartilhada dentro das cinco plenárias realizadas no dia 17 de junho, aconteceu no maior espaço de debates da Cúpula: Assembleia dos Povos. A atividade de encerramento era previsto para as 10h, mas começou um pouco antes do meio-dia.

A abertura da atividade iniciou-se com a frase inspiradora: “Se não nos deixam sonhar, não os deixaremos dormir”, uma forma de resistência popular em relação às grandes corporações, chefes de governos e a ONU. No decorrer da atividade, os representantes das cinco plenárias leram, em português e espanhol, a Agenda proposta.

A íntegra dos resultados das cinco plenárias você confere no site da Cúpula dos Povos.

Por Bruno Ferreira, Eric Silva, Rones Maciel

Jovens

Ver +

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *