A escola como espaço criativo e inovador para transformar comunidades

Bruno Ferreira e Pedro Neves, da Redação | Imagens: Escola Estadual Murilo Braga 

O Criativos da Escola é uma iniciativa que encoraja crianças e jovens a transformarem suas realidades, colocando-os como protagonistas de suas próprias histórias de mudança. O protagonismo, a empatia, a criatividade e o trabalho em equipe são os pilares centrais deste projeto que estimula o engajamento e a atuação na comunidade.

“A escola é um espaço muito rico não só para a construção e o compartilhamento do conhecimento construído pela sociedade, mas também para a reflexão crítica desta própria sociedade e para a construção de cidadãos e cidadãs responsáveis e atuantes na realidade em que estão inseridas (os)”, conta Gabriel Maia Salgado, assessor técnico do projeto Criativos da Escola.

A iniciativa faz parte do Design for Change, movimento global que surgiu na Índia e está presente em 35 países, inspirando mais de 25 milhões de crianças e jovens ao redor do mundo, celebrando e premiando projetos protagonizados por crianças e jovens de todo o país que, apoiados por seus educadores, estão transformando as escolas, os alunos e suas comunidades.

“Reconhecer as várias ações positivas e transformadoras que ocorrem dentro da escola é fundamental tanto para valorizar as(os) estudantes e as(os) profissionais que estão lá diariamente, como também para ampliar a discussão sobre como melhorar e democratizar a educação como um todo de forma que ela possa cada vez mais transformar e melhorar a sociedade”, diz Gabriel.

Um exemplo de iniciativa está em Porto Velho, Rondônia, em que alunos da Escola Estadual Murilo Braga desenvolveram um projeto que consiste em canalizar a água para irrigar as plantas da escola, a fim de evitar o desperdício. A água foi analisada pelos alunos em parceria com XXXC e perceberam que, apesar de não ser adequada para o consumo humano, poderia ser utilizado em benefício das plantas.

A professora de geografia Carmem Sílvia de Andrade Correa conta que o projeto “Ar refrigerado e água: uma combinação que dá vida” surgiu do engajamento da Escola na questão da sustentabilidade socioambiental. Em uma atividade, os estudantes se organizaram em grupos para circularem pela comunidade a fim de identificarem problemas ambientais e coloca-los em discussão e propor soluções. Um deles se transformou no projeto, reconhecido pelo projeto Criativos da Escola, do Instituto Alana.

“Percebi que os alunos conseguiram exercitar a empatia e habilidades emocionais como coragem e persistência, uma vez que foram atrás de parceiros para colocar o projeto para funcionar, correram atrás de garrafas pet e persistiram, pois não deu certo nas duas primeiras vezes”, diz Carmem. Confira algumas fotos feitas pelos alunos:

IMG_0555

IMG_2448

IMG_2449

IMG_2460

IMG_2464

IMG_2469

IMG_2494

IMG_2496

CC

IMG_0516

IMG_0541

 

 

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *