Em Mogi das Cruzes, Rejupe-SP realiza segunda formação na metodologia dos três tempos

Foto por Gutierrez de Jusus - AJN (6)

O núcleo de São Paulo da Rede Nacional de Adolescentes e Jovens pelo Esporte Seguro e Inclusivo (Rejupe) realizou no sábado, 26 de abril, a segunda formação nos três tempos, metodologia que consiste na utilização do esporte como ferramenta pedagógica que contribua para o desenvolvimento social dos participantes da atividade. O encontro aconteceu no Parque Centenário da Imigração Japonesa, em Mogi das Cruzes (SP).

A formação envolveu adolescentes e educadores do projeto Esportes para a Vida, iniciativa da Visão Mundial e do jogador Cacau que trabalha para a redução das vulnerabilidades por meio do esporte e do fortalecimento das habilidades sociais da comunidade do Conjunto Vereador Jefferson da Silva, em Mogi. Também participaram representantes da Viração Educomunicação, do Fundo das Nações para a Infância (UNICEF) e da ETEC Cepam, parceiros da Rejupe-SP.

A metodologia, que inclui a criação de regras e mediação de forma coletiva, a prática esportiva e avaliação final, foi aplicada pelo Instituto Formação. Entre os esportes apresentados, foram realizados futebol, jogo de damas humano e badminton.

Confira, a seguir, um vídeo com alguns dos principais momentos dessa formação.

Confira o álbum de fotos na página Rejupe-SP no Facebook

Foto por Gutierrez de Jusus - AJN (21)

Sobre a Rejupe

A Rejupe é um espaço de participação e integração formado por adolescentes brasileiros com o objetivo de proporcionar a troca de experiências entre adolescentes, jovens e grupos de participação cidadã para consolidar ações de defesa e promoção do direito ao esporte seguro e inclusivo. Com núcleos nas cidades-sede da Copa de 2014, promove iniciativas que incidam diretamente no planejamento e construção de um legado social positivo para os megaeventos esportivos.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *