Educomunicação Sociambiental

Por Jéssica Delcarro (ES), da Renajoc e da Agência Jovem de Notícias | Imagem: Luiz Altieri

Educomunicação socioambiental foi tema de um painel na tarde desta sexta-feira, 26, durante o IV Encontro Brasileiro de Educomunicação, que acontece em São Paulo.

Experiências educomunicativas em áreas de preservação ambiental deram a tônica das exposições que revelaram conquistas e problemas no decorrer dos processos locais.

Débora Menezes foi uma das expositoras. Ela é educomunicadora da Parque Nacional do Pau Brasil, onde a educomunicação auxiliou os moradores da região – de crianças a idosos – a compreender melhor a função do parque e a compreender melhor a necessidade de gestão participativa para o Parque.

A utilização de música em oficinas realizadas nas comunidades tradicionais e assentamentos rurais, na Amazônia, foi apresentada pela pesquisadora da EMBRAPA Vânia Beatriz Vasconcelos de Oliveira, “por meio da reflexão sobre as letras das músicas podemos discutir e analisar questões ambientais”.

“Com esse trabalho foi possível promover a difusão de soluções tecnológicas para a conservação ambiental e estimular a ação cidadão por meio dos moradores para o desenvolvimento sustentável”, complementa Vânia Beatriz.

Pesquisadora do Núcleo de Comunicação e Educação/USP, Silene de Araújo Gomes Lourenço, realizou uma pesquisa que buscava refletir como a Educomunicação pode contribuir para o encontro do “eu – tu”, construindo espaços de espontaneidade e relações de afeto entre os seres humanos e desses com o mundo à sua volta.

Educomunicação, afeto e meio ambiente foi uma experiência adquirida por meio do trabalho desenvolvido na Secretaria de Meio Ambiente de São José dos Campos, trabalhando questões ambientais por meio de práticas educomunicativas.

Vania Correia

Ver +

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *