Educomunicação e Literatura movimenta alunos em escola do interior

No mês em que se comemorou o centenário do grande poeta, escritor e músico Vinicius de Moraes, alunos da Escola Cícero Castilho Cunha, que fica localizada na cidade de Sud Mennucci, interior de São Paulo, fizeram um Sarau Literário em homenagem a Vinicius de Moares.

Foram diversas atividades que fizeram o público presente interagir com as obras do autor, espaços que diuturnamente utilizam para estudo deram lugar a cenários de suas obras. Uma das salas mais visitadas foi da Bohemia onde o público regrado a muito suco (simbolizando as bebidas) pôde dançar ao som de canções de Vinicius. Alunos também recitaram obras e uma peça de teatro que, além de homenagear o poeta falando de suas obras, tirou gargalhadas do público ao produzirem uma peça no estilo dos saudosos alunos da Escolinha do Barulho, eternizada por Chico Anysio.

Paralelamente e com a intenção de saber do público qual o poema de Vinicius eles mais curtiam, alunos do Projeto Mais Educomunicação fizeram intervenções com Jornal Humano Ambulante, que interagia com o público sobre suas opiniões a respeito das obras do homenageado, sendo escolhido pela grande maioria do público presente o Soneto de Fidelidade como uma das mais conhecidas e preferidas. Soneto de Fidelidade também teve uma sala com cenários da obra.

Para a vice-diretora Ednéia Sena, a parceria deu o tom do evento. Todos quiseram opinar, mostrando que o evento possibilitou a todos os alunos conhecer a obra de Vinicius de Moraes; quem não leu, através das opções mais indicadas pelo público, garanto que já vão com outro olhar na hora de pegar um livro para ler, isso é gratificante.

 

Dinalva Vissani, organizadora do Sarau, confessou estar sem palavras para expressar a emoção que foi acompanhar o projeto de perto: “quero salientar também a importância de construirmos parcerias dentro e fora da escola, como o projeto que já está acontecendo, o Mais Educomunicação, que a partir dessa parceria a leitura e o protagonismo juvenil ganhem cada vez mais força. Fico muito satisfeita com os resultados, pois vejo que consigo atingir muitos alunos com a ‘sementinha da leitura'”, finaliza.

Por Alcebino Silva

Militânte dos direitos da juventudes: LGBTT, Meio Ambiente, estágiario na Empresa Junior da Faculdade exercendo o cargo de Diretor de Marketing, trabalho no Projeto Guri- AAPG- Governo do Estado de São Paulo

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *