Direito à comunicação na pauta dos movimentos sociais

Por Vânia Correia

Acolhidos pela calorosa Recife – colorida e já em ritmo de carnaval – comunicadores comunitários, pesquisadores, professores, estudantes, representantes de ONGs, grupos da juventude, movimentos sociais e associações de classe, participaram, entre os dias 9 e 12 de fevereiro, do I Encontro Nacional sobre o Direito à Comunicação. O evento contou com mesas de debates sobre temas relacionados à política de comunicação e atividades autogestionadas oferecidas por diversos grupos, que traziam experiências de ações no campo da comunicação.

A Viração promoveu um grupo de trabalho de mídia e juventude, que contou com a presença de estudantes, conselheiros tutelares, educadores e comunicadores. A oficina trouxe o cenário das políticas públicas de comunicação e juventude, os dilemas postos na relação mídia e juventude, além de apresentar as experiências da Viração e da Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Comunicadores. Os participantes construíram prioridades e estratégias para o movimento de comunicação no Brasil, a partir da ótica do jovem e do adolescente.

Leia na íntegra os textos sobre os debates no ENDC.

A política da Política de Comunicação

As dificuldades, jogo de interesses e caminhos para a democratização da comunicação no país, foi tema de debate do ENDC.

Marco regulatório da Comunicação

ENDC discute a conjuntura e os desafios para a aprovação de um novo marco regulatório das comunicação no Brasil.

Galeria de imagens

É carnaval! Bloco pelo Direito Humano à Comunicação sai pelas ruas de Olinda, durante encerramento do ENDC.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *