Diário Antirracista, dia 9

Hoje o Samuel traz mais uma convidada para ocupar espaço no Diário Antirracista. A Sophia Noronha vem conversar com a gente sobre o complexo tema da branquitude

Por Redação AJN

A protagonista do vídeo 9 é a Sophia Noronha. A Sophia estuda branquitude e, entre 2018 e 2019 ela produziu um livreto com textos e fotos  sobre o tema. Ela destaca ações que toda pessoa branca deve assumir para tornar a prática antirracista constante: escutar, estudar, entender e compartilhar todas as nuances complexas do racismo no cotidiano.

Não existe emancipação da população negra sem um reposicionamento do lugar social da branquitude.

E ressalta quatro pontos essenciais para começar essa discussão:

1. É preciso entender o que é branquitude

o estudo da branquitude é uma tentativa de entender como o racismo e como o sistema de raças privilegia as pessoas brancas, e como essas pessoas brancas se comportam e perpetuam esses privilégios. É entender que ser branco é ter um ponto de vista específico de pessoa branca.

2. Todas as experiências perpassam a raça

Dependendo da raça que você tem, a sua educação vai ser diferente, o seu tratamento se saúde vai ser diferente, o jeito como você swe relaciona, o jeito como você se veste, o jeito como você fala, tudo é diferente por causa da educação que a gente tem, dessa educação racista.

3. Não existe final, existem caminhos

É muito difícil a gente conseguir falar que a gente vai parar de ser racista em algum momento, porque o mundo e a estrutura nos colocam nessa posição, e são muitos, muitos, muitos anos de educação racista. A gente tem que estar sempre atento aos nossos atos, às nossas palavras, porque às vezes, o racismo é muito sutil, então, a gente precisa sempre estar abertos para conseguir se desconstruir cada vez mais.

4. A responsabilidade é branca

A culpa, normalmente ela imobiliza, porque a gente pensa, ‘nossa, olha tudo isso que aconteceu, eu me sinto muito culpado e com vergonha’. A gente não precisa ter essa culpa, mas a gente precisa ter responsabilidade. Tudo o que a gente tem hoje, é consequência de todas as coisas que aconteceram. O que a gente pode fazer agora para mudar isso?

Diário Antirracista, dia 9

Conheça as missões de hoje:

– Missão 1: Quais são os seus privilégios como pessoa branca (se for)? Onde e como você pode agir a partir disso?

– Missão 2: Baixar e ler o Livreto sobre Branquitude da Sophia. É muito bom! https://bit.ly/LivretoBranquitude

Se você quiser receber o conteúdo do diário pelo Whatsapp, inscreva-se na lista de transmissão. Quer uma companhia mais próxima nessa jornada? Convide uma amiga ou um amigo para passarem juntos por esse processo. Clique aqui para receber todos os conteúdos direto no seu Telegram: https://t.me/diarioantirracista

Dá pra se cadastrar nesse link e receber os conteúdos por e-mail também: https://bit.ly/TermineSeuCadastroNoDA 

Você também pode seguir o Samuel Emílio no Youtube para assistir aos vídeos do diário antirracista e também receba conteúdo pelo perfil do Samuel Emílio no Instagram!

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *