Diário Antirracista, dia 26

Hoje a conversa do Diário Antirracista é sobre racismo na política, com a Thaynah Gutierrez, diretamente da zona leste de São Paulo para o canal do Samuel Emílio

Por Redação AJN

A Thaynah Gutierrez estuda administração pública e produz conteúdo nas redes sociais sobre os temas que estuda. Ela hoje vem ao diário antirracista falar sobre como o racismo está presente na política.

Já estamos no 26º dia de reflexões do Diário Antirracista, e por todos os temas discutidos já está nítido que o racismo não é simplesmente a ofensa, a discriminação pública; o racismo está nas estruturas da nossa sociedade, nas barreiras sociais, nas instituições, na falta de oportunidades para as pessoas negras. Ao observar como a nossa sociedade vem funcionando ao longo de séculos, fica mais fácil enxergar o tamanho do problema. A thaynah começa o vídeo de hoje levantando uma questão simples: a falta de representatividade negra na política.

De maneira geral, as pessoas negras estão sub-representadas na política não só porque não se elegem muitos candidatos negros e negras, principalmente para o poder executivo, que são os nossos prefeitos, governadores e presidentes, mas também porque a questão racial é entendida como uma questão de identidade, como um recorte temático e não como um processo fundante para se pensar todos os direcionamentos políticos, porque o nosso país é o país com a maior quantidade de pessoas negras fora de África. Então a gente deveria ter uma representatividade muito maior não só na via política institucional, mas também na tomada de decisão das políticas. (…) porque essas pessoas não estão tomando a decisão junto aos políticos ou como políticos sobre os direcionamentos das nossas políticas públicas?

Ela traz dados importantes sobre a quantidade de candidatas e candidato eleitos nas últimas eleições que tivemos no Brasil, e aponta a evidente desconexão entre as pautas levantadas nos debates por estes homens e mulheres e as ações que são levadas adiante por partidos e associações políticas. Parte da mudança está com as pessoas comuns: A sociedade civil precisa se organizar para cobrar a presença de pessoas negras à frente de projetos políticos em todas as esferas da política e apoiar a presença dessas pessoas nas disputas eleitorais:

O sociólogo Augusto Campos aponta que mesmo que um percentual considerável de negros se candidate, a arrecadação que conseguem para investir em suas campanhas é muito baixa. Além disso, se comparados aos políticos brancos, os gastos são menores. Isso acontece porque não possuem um apoio tão concreto dos partidos para suas candidaturas e nem sempre personalidades muito conhecidas que lutam por suas causas hoje em dia se candidatam. E aqui, esse sociólogo nos traz os principais problemas para que a gente tenha uma baixa representatividade e uma baixa consideração da questão racial no desenho das políticas: por falta de tempo, descrença de que conseguirão modificar as estruturas, e quando decidem prosseguir com a sua candidatura não possuem as instruções necessárias para captar recursos para suas campanhas, não recebem o devido apoio dos partidos e enfrentam jornadas pesadas

Assista o vídeo completo:

Diário Antirracista, dia 26

Conheça as missões de hoje:

Missão 1: Apoiar financeiramente movimentos negros que lutam diariamente para dar mais oportunidades para pessoas negras e participar das decisões políticas: Educafro, Uneafro, Mulheres Negras Decidem e o Instituto Marielle Franco.  

Missão 2: Buscar candidaturas negras de acordo com a sua ideologia política, preferência partidária, para essas eleições de 2020. Estaremos abertas para apresentar candidaturas negras para vocês conhecerem! 

Se você quiser receber o conteúdo do diário pelo Whatsapp, inscreva-se na lista de transmissão. Quer uma companhia mais próxima nessa jornada? Convide uma amiga ou um amigo para passarem juntos por esse processo. Clique aqui para receber todos os conteúdos direto no seu Telegram: https://t.me/diarioantirracista

Dá pra se cadastrar nesse link e receber os conteúdos por e-mail também: https://bit.ly/TermineSeuCadastroNoDA 

Você também pode seguir o Samuel Emílio no Youtube para assistir aos vídeos do diário antirracista e também receba conteúdo pelo perfil do Samuel Emílio no Instagram!

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *